Jornal do Brasil

Terça-feira, 22 de Agosto de 2017

Cultura

Viviane Teixeira estreia na galeria Movimento com exposição "As Múltiplas Faces da Rainha"

Com curadoria de Ivair Reinaldim, artista apresenta um conjunto de pinturas e desenhos

Jornal do Brasil

Uma corte fantasiosa, com seus rituais de nobreza e jogos de poder, compõe o universo poético de Viviane Teixeira. Em sua estreia na Galeria Movimento, a artista apresenta a mostra As Múltiplas Faces da Rainha, com curadoria de Ivair Reinaldim, de 12 de agosto a 02 de setembro, compreendendo nove telas de grandes dimensões e sete desenhos, todos inéditos.

As cenas da vida na corte passaram a fazer parte do imaginário da artista conforme teve contato com o acervo de pinturas da família real através do trabalho de restauro no Museu Nacional de Belas Artes – MNBA  e no Museu Imperial, em Petrópolis. Há seis anos, a produção de Viviane é totalmente focada no tema. “Foi um processo lento, venho de um pensamento abstrato. Em 2012, com o amadurecimento do trabalho, surgiram os personagens, o que me levou a pesquisar essa história”, conta.

As cenas da vida na corte passaram a fazer parte do imaginário da artista conforme teve contato com o acervo de pinturas da família real 
As cenas da vida na corte passaram a fazer parte do imaginário da artista conforme teve contato com o acervo de pinturas da família real 

Apesar de utilizar algumas referências reais nas obras, a artista cria um universo fictício bastante peculiar, com figuras sem gênero definido. Os trabalhos expostos na galeria constituem um amplo recorte da pesquisa que Viviane vem desenvolvendo e antecedem as pinturas exibidas na mostra individual realizada no Centro Cultural São Paulo, em 2015, e no Paço Imperial, no Rio, no ano seguinte. 

“A artista destaca-se pela ousadia ao explorar uma capacidade provocante e perturbadora de figurar o fantástico, o subversivo e o visceral”, diz o curador, que acompanha o trabalho de Viviane desde 2011. O tom erótico é forte nas obras, que expressam inquietude tanto nas cenas e poses quanto nas relações que as personagens estabelecem entre si. Nesse processo, o espectador torna-se uma espécie de voyeur. “Diria que é um conto de fadas para adultos. A questão fálica está sempre presente, muitas vezes camuflada”, completa a artista.

A galeria segue o segundo semestre com inovações. Além de um novo site,  apresentará projetos especiais como o Vitrine Movimento e o Mover-se, ambos desenvolvidos por Ivair.  A Vitrine Movimento utilizará a característica física do espaço expositivo, constituindo-se como projeto em que artistas são convidados a realizar uma proposta in situ, permitindo evidenciar relações entre o dentro e o fora, o visível e aquilo que não é possível tocar. Recém-chegada, Viviane inaugura o projeto com uma instalação pictórica inédita.

Já o Mover-se, que terá estreia prevista para outubro, acolherá exposições coletivas com periodicidade anual, tendo como ideia exibir um recorte de artistas não pertencentes ao seu elenco. O projeto fica responsável pelo mapeamento de propostas em arte contemporânea de artistas que não são representados por galerias no Rio, ampliando o perfil da Movimento e reforçando seu desejo de transformação. 

Tags: banda, cantor, cultura, filme, free, literatura, música, teatro

Compartilhe: