Jornal do Brasil

Terça-feira, 22 de Agosto de 2017

Cultura

Cabo Frio recebe exposição de pedras preciosas e semipreciosas

Jornal do Brasil

Entre os dias 14 e 26 de agosto os apaixonados por gemas de valor terão a oportunidade de visitar, no Espaço Cultural Cereall Gourmet, a mostra de pedras preciosas e semipreciosas brasileiras do acervo pessoal do gemólogo Jorge Guedes Veiga, de Nova Friburgo/RJ. A visitação gratuita acontece de segunda a sábado, das 9h às 19h. O Espaço fica na Rua José Bonifácio, 28, Centro, Cabo Frio.

Jorge visitou e trabalhou em vários garimpos e, inclusive, doou pedras preciosas para 18 países. Ele exibirá quase 2 mil quilos de gemas, entre ametistas, topázios, esmeraldas, sodalitas, cristais; além de pássaros e bichos feitos em pedras. Além de admiradas, as peças expostas poderão ser adquiridas.

A visitação gratuita acontece de segunda a sábado, das 9h às 19h
A visitação gratuita acontece de segunda a sábado, das 9h às 19h

A geologia é a ciência que estuda as matérias que compões a crosta terrestre. Já a gemologia é uma especialidade da geologia que estuda as substâncias naturais denominadas gemas ou pedras preciosas, em seu estado bruto. Para que elas sejam consagradas como material gemológico, é preciso que apresentem simultaneamente beleza, raridade e durabilidade. São a matéria prima para as joias e objetos de adorno.

No Brasil há mais de cem tipos de gemas de cores e valores distintos; todas têm, em comum, o poder de encantar as pessoas, como: diamante, rubi, esmeralda, água marinha, turmalina, jade, opala, safira, turquesa e ametista, entre outras mais. No entanto, o conceito de “preciosidade’ se refere à raridade da pedra, à sua pureza e aos modismos que consagram uma pedra aumentando o seu valor comercial. Para se ter uma ideia desse atraente mercado, o setor de gemas coloridas movimenta cerca de US$ 10 bilhões por ano.

Tags: banda, cantor, cultura, filme, free, literatura, música, teatro

Compartilhe: