Jornal do Brasil

Segunda-feira, 23 de Outubro de 2017

Cultura

Escola de Artes do Parquelage lança escolinha com cursos dedicados a crianças de 6 a 12 anos

Parquinho Lage inicia programa nesta terça e permanece no mês de julho

Jornal do Brasil

Desde sua criação, há mais de 40 anos, a Escola de Artes Visuais do Parque Lage tornou-se um dos principais centros de formação, reflexão e debates sobre arte contemporânea, abrigando exposições, espetáculos teatrais, ciclos de cinema e shows de música. A instituição por tradição oferece um programa plural, inovador e ousado, envolvendo a articulação e a composição de campos diversos da cultura e do pensamento.

Exaltando o poder transformador da arte e reafirmando sua vocação como posto avançado de experimentalidade criativa, a EAV lança em julho o Parquinho Lage, uma escola destinada a crianças de 6 a 12 anos, sob supervisão da crítica e curadora LisetteLagnado. “Este projeto surge da experiência acumulada em oficinas de caráter transversal, sem pedagogia segmentada em técnicas. A proposta educacional investe na ideia de horizontalidade entre professor e aluno, entendendo que os ensinamentos acontecem de forma mútua”, comentaLagnado, doutora em Filosofia pela USP e curadora de programas públicos da EAV. “Como nas máquinas cinéticas do grande artista brasileiro Abraham Palatnik, aqui a criança é o motor e a aula o movimento. O resultado desse sistema é uma escola criativa e alegre, dedicada a dotar cada ser de autonomia e segurança para assumir as responsabilidades da vida”, conclui.

A instituição por tradição oferece um programa plural, inovador e ousado, envolvendo a articulação e a composição de campos diversos da cultura e do pensamento
A instituição por tradição oferece um programa plural, inovador e ousado, envolvendo a articulação e a composição de campos diversos da cultura e do pensamento

As manifestações artísticas, sobretudo brasileiras, são o fio condutor do projeto pedagógico do Parquinho, que tem início no dia 3 de julho, em turnos na parte da manhã e da tarde. Com cursos contínuos (a partir de R$ 400), sem exigir que a criança siga um programa pautado por etapas, esse projeto se propõe a revisitar conceitos da educação infantil para formular novas linhas de aprendizado e “desaprendizado”, adotando práticas de experimentação. Um alento num país em que a educação é desculturalizada e onde a arte recentemente quase foi banida do rol de componentes curriculares obrigatórios.

“É sensacional que este projeto seja realizadono Parque Lage, que há mais de 40 anos abriga uma escola de arte renomada, onde estudaram grandes artistas, curadores e colecionadores. Agora,atravésdesta iniciativa,passaremos a despertar nas crianças - desde muito jovens - o prazer com a arte e sua potência de transformação”, afirma FabioSzwarcwald, atual diretor da EAV.

O menu de cursos é variado e, no período das férias de julho, traz desde arte brasileira para crianças a laboratório de inventos em arte e tecnologia, passando por experimentações em gravura.Há também o curso poesia e corpo, em que cada criança exercitará os sentimentos de independência e confiança na comunicação de ideias e na relação com o outro. Entre os exercícios propostos pelos professores Regina Neves e Pedro Rocha, os alunos deste programa se apresentarão ao grupo usando uma frase em vez de seu nome, farão poemas com recortes de palavras ou imagens de jornais e revistas, passeios em silêncio pelo parque e reproduzirão poemas ou músicas com o corpo. Tudo em meio à Mata Atlântica, num palacete que dispõe de terraço, piscina, jardins, gruta, trilhas e cachoeira.

 

Tags: banda, cantor, cultura, filme, free, literatura, música, teatro

Compartilhe: