Jornal do Brasil

Segunda-feira, 25 de Setembro de 2017

Cultura

Após polêmica, filme da Netflix estreia em Cannes e é aplaudido

Festival de Cinema acontece até o dia 28 de maio na França

Agência ANSA

A polêmica envolvendo os filmes da empresa norte-americana Netflix na 70ª edição do Festival de Cinema de Cannes ofuscou nesta sexta-feira (19) a estreia de "Okja", do sul-coreano Bong Joon-ho, na disputa pela Palma de Ouro, mas não evitou os aplausos ao longa.

Na primeira exibição do filme, no Grande Teatro Lumíere do Palácio de Festivais, na França, aconteceram algumas vaias enquanto o longa era exibido. Além disso, muitas reclamações foram feitas após alguns problemas técnicos forçarem o recomeço do filme.

No entanto, ao final da exibição para a imprensa, os críticos aplaudiram o longa, que narra a história da amizade entre uma menina e um animal insólito, geneticamente modificado, que uma companhia deseja capturar.

A mensagem principal da produção está atrelada ao apelo contra os maus-tratos dos animais e os métodos selvagens de grandes empresas. O filme se passa entre a Coreia do Sul e Nova York e conta com o ator norte-americano Jake Gyllenhaal e a britânica Lily Collins no elenco.

A saia-justa ocorre logo depois que a Netflix decidiu que não vai exibir suas produções nas salas de cinema francesas. A situação provocou irritação entre os amantes da sétima arte e fez com que os organizadores do evento mudassem as regras para as próximas edições do Festival. A partir de 2018, todo filme concorrente terá que se comprometer a ser exibido nas salas francesas.

Neste ano, a plataforma de streaming também está na disputa pela Palma de Ouro com o longa "The Meyerowitz Stories", do norte-americano Noah Baumbach. O Festival de Cannes acontece até o dia 28 de maio.

Tags: França, cinema, festival de cannes, netflix, polêmica

Compartilhe: