Jornal do Brasil

Quarta-feira, 22 de Novembro de 2017

Cultura

Kobra recria 'Davi' de Michelangelo no mármore de Carrara

Obra ficará pronta no próximo sábado (20) e tem 12m de altura

Agência ANSA

Acostumado a levar sua arte a áreas urbanas e com grande fluxo de pessoas, o brasileiro Eduardo Kobra topou um desafio inusitado: pintar um mural nas montanhas de mármore de Carrara, na Itália, de onde saiu a matéria-prima para algumas das principais obras de Michelangelo.

Desde o último dia 15 de maio, o artista trabalha em um painel de 12 metros de altura por 20 de largura e inspirado na escultura mais célebre do gênio renascentista, o monumental "Davi", que fica exposto na Galleria dell'Accademia, em Florença, a cerca de 130 km de Carrara.

"Quis, simbolicamente, trazer novamente essa obra para o ponto mais alto da pedreira, que é visível de todos os ângulos. Quis trazer de volta a obra de Michelangelo para o local de origem dela", conta Kobra em entrevista por telefone à ANSA.

Ele está hospedado em um hotel em Massa, vizinha a Carrara, e parte todos os dias às 6h30 da manhã para a pedreira que abrigará o mural. Chegando na base da montanha, são necessários mais 30 minutos de jipe até o topo, a 1 mil metros de altitude.

"É uma área bastante perigosa", relata Kobra, "mas com um visual deslumbrante, nunca tinha visto uma paisagem parecida, lá de cima você vê o mar, as montanhas, alguns vilarejos, aquelas montanhas de mármore são realmente incríveis." O artista já vinha conversando havia algum tempo com colegas de Roma para encontrar um novo local para fazer seus murais na Itália - ele já possui duas obras no país, uma em Roma e outra em Ravenna. Esse grupo o colocou em contato com uma associação de artistas de Carrara, que viabilizou o trabalho na pedreira.

"Nunca tinha visitado uma pedreira, nada do tipo, e fiquei bastante motivado por conta disso", relata Kobra. Antes de chegar à cidade dos mármores, o brasileiro decidiu passar por Florença para conhecer o "Davi" de Michelangelo pessoalmente.

"Confesso que fiquei bastante impressionado. A gente conhece por foto, mas ver pessoalmente foi mais inspirador do que imaginava. Pelas proporções e pela dimensão, é a obra em escultura mais bonita que eu já vi", acrescenta.

Sua releitura da célebre estátua ainda não tem nome definido, mas, segundo Kobra, algumas partes do desenho estão sobressaindo do próprio mármore, de onde Michelangelo dizia "libertar" suas criações. A pedra representa novos desafios para o artista, principalmente por refletir muita luz, mas ele diz estar descobrindo as nuances e características do mármore "na prática".

A obra ficará pronta no próximo sábado (20) e, de acordo com Kobra, até aqui tem provocado reações positivas entre os italianos, um povo muito apegado a suas tradições artísticas renascentistas. "Embora seja uma releitura, eu procurei preservar as características originais da obra. Parte do trabalho preserva o mármore, é em preto e branco, e parte é em cor. É como se meu trabalho tivesse um diálogo com a história", afirma.

O mural será visto por poucas pessoas, já que fica no alto de uma pedreira em uma cidade que não atrai tantos turistas. Ainda assim, será possível fazer visitas guiadas na montanha para conhecer o painel de perto. A perspectiva de pouco público parece não incomodar um artista habituado a expor no museu mais visitado do mundo: a rua: Para ele, recriar uma das obras mais clássicas da arte em um local tão simbólico é, acima de tudo, um projeto pessoal. 

Tags: artista, cultura, grafiteiro, kobra, obra

Compartilhe: