Jornal do Brasil

Domingo, 26 de Junho de 2016

Cultura

Café Épico inaugura exposição sobre manifestação cultural de trabalhadores rurais pernambucanos

Mostra gratuita 'Do verde mata às cores do Maracatu' abre nesta quinta-feira (25)

Jornal do Brasil

O Café Épico inaugura no dia 25 de fevereiro, às 18h30, a exposição fotográfica gratuita 'Do Verde Mata às Cores do Maracatu'. A mostra reúne 15 imagens do Maracatu Rural, feitas pelos fotógrafos e documentaristas Aguinaldo Flor e Fernando Cunha Jr., em Nazaré da Mata, Zona da Mata de Pernambuco, durante o Carnaval de 2015.

A mostra é parte de um projeto que pretende documentar uma manifestação cultural feita por trabalhadores rurais e repassada de pai para filho, por gerações. Além da inauguração da exposição, haverá uma roda de bate-papo sobre o Maracatu e manifestações culturais.

Café Épico inaugura exposição sobre manifestação cultural de trabalhadores rurais pernambucanos.
Café Épico inaugura exposição sobre manifestação cultural de trabalhadores rurais pernambucanos.

Neste dia, o Café Épico também será cenário de algumas cenas do curta de doc-ficção 'Volta, eu te amo!', de Aguinaldo Flor, com coprodução de Fernando Cunha Jr. e Taciana Sherlock. O filme falará de amores vivenciados à distância.

Sobre o Maracatu Rural

Também conhecido como Maracatu de Baque Solto ou de Orquestra, é originário da região canavieira, na Zona da Mata de Pernambuco. Tem possível origem nos grupos chamados “cambindas” e carrega uma forte ligação com a cultura cabocla.

O cortejo desfila num círculo compacto, tendo ao centro o estandarte, rodeado por baianas, caboclos de pena (Areiáma ou Tuxáu) e as damas-de-buquê com ramos de flores de goma e a boneca (calunga). Rodeando este primeiro círculo, vêm os caboclos de lança, empunhando lanças compridas e abrindo espaço na multidão com manobras em volta do grupo central. Os passos da dança cadenciam o som da maquinada (sinos dos surrões) levada nas costas.

O Maracatu Rural é originado do Maracatu Nação (Maracatu mais conhecido), sendo uma fusão de elementos de vários folguedos populares existentes no interior de Pernambuco: pastoril, baianas, cavalo-marinho, caboclinho, folia de reis, entre outros.

O ritmo rápido (marchas e sambas) do Maracatu Rural é promovido pelo terno composto por mineiro (ganzás), bumbo, taról, porca (cuíca grave) e gonguê. Seguindo o comando de um apito, o terno realiza pausas para que o mestre possa improvisar versos em toadas.

Sobre o filme 'Volta, eu te amo!'

'Volta, eu te amo!' é um doc-ficção que fala sobre os desafios de amar alguém que está distante. Na parte de ficção, o filme conta a história de Daniel, um pernambucano, e Amanda, uma carioca. Os personagens são interpretados por Daniel Dias da Silva e Marilia Davascio. Os dois vivenciam um casal de fotógrafos que vivem um amor à distância. A história de Daniel e Amanda é contada em meio a outras situações reais, relatadas por pessoas que vivem ou viveram casos semelhantes.   

O filme tem previsão de estreia para maio de 2016, com um lançamento no Rio de Janeiro e outro em Recife.

Serviço: 'Do verde mata às cores do Maracatu' – Café Épico inaugura exposição fotográfica 

Data: 25 de fevereiro a 24 de março. De segunda a quarta, das 9h às 19h; às quintas e sextas, das 9h às 21h. 

Todo primeiro sábado do mês, junto com a feira do Lavradio, das 10 às 19h. 

Local: Av. Mem de Sá, 144, Lapa. 

Mais informações: 2411-2243/3022-6080

Tags: diversão, fotografia, manifestação, mostra, Pernambuco, tradição

Compartilhe: