Jornal do Brasil

Quinta-feira, 26 de Maio de 2016

Cultura

Café Épico inaugura exposição sobre manifestação cultural de trabalhadores rurais pernambucanos

Mostra gratuita 'Do verde mata às cores do Maracatu' abre nesta quinta-feira (25)

Jornal do Brasil

O Café Épico inaugura no dia 25 de fevereiro, às 18h30, a exposição fotográfica gratuita 'Do Verde Mata às Cores do Maracatu'. A mostra reúne 15 imagens do Maracatu Rural, feitas pelos fotógrafos e documentaristas Aguinaldo Flor e Fernando Cunha Jr., em Nazaré da Mata, Zona da Mata de Pernambuco, durante o Carnaval de 2015.

A mostra é parte de um projeto que pretende documentar uma manifestação cultural feita por trabalhadores rurais e repassada de pai para filho, por gerações. Além da inauguração da exposição, haverá uma roda de bate-papo sobre o Maracatu e manifestações culturais.

Café Épico inaugura exposição sobre manifestação cultural de trabalhadores rurais pernambucanos.
Café Épico inaugura exposição sobre manifestação cultural de trabalhadores rurais pernambucanos.

Neste dia, o Café Épico também será cenário de algumas cenas do curta de doc-ficção 'Volta, eu te amo!', de Aguinaldo Flor, com coprodução de Fernando Cunha Jr. e Taciana Sherlock. O filme falará de amores vivenciados à distância.

Sobre o Maracatu Rural

Também conhecido como Maracatu de Baque Solto ou de Orquestra, é originário da região canavieira, na Zona da Mata de Pernambuco. Tem possível origem nos grupos chamados “cambindas” e carrega uma forte ligação com a cultura cabocla.

O cortejo desfila num círculo compacto, tendo ao centro o estandarte, rodeado por baianas, caboclos de pena (Areiáma ou Tuxáu) e as damas-de-buquê com ramos de flores de goma e a boneca (calunga). Rodeando este primeiro círculo, vêm os caboclos de lança, empunhando lanças compridas e abrindo espaço na multidão com manobras em volta do grupo central. Os passos da dança cadenciam o som da maquinada (sinos dos surrões) levada nas costas.

O Maracatu Rural é originado do Maracatu Nação (Maracatu mais conhecido), sendo uma fusão de elementos de vários folguedos populares existentes no interior de Pernambuco: pastoril, baianas, cavalo-marinho, caboclinho, folia de reis, entre outros.

O ritmo rápido (marchas e sambas) do Maracatu Rural é promovido pelo terno composto por mineiro (ganzás), bumbo, taról, porca (cuíca grave) e gonguê. Seguindo o comando de um apito, o terno realiza pausas para que o mestre possa improvisar versos em toadas.

Sobre o filme 'Volta, eu te amo!'

'Volta, eu te amo!' é um doc-ficção que fala sobre os desafios de amar alguém que está distante. Na parte de ficção, o filme conta a história de Daniel, um pernambucano, e Amanda, uma carioca. Os personagens são interpretados por Daniel Dias da Silva e Marilia Davascio. Os dois vivenciam um casal de fotógrafos que vivem um amor à distância. A história de Daniel e Amanda é contada em meio a outras situações reais, relatadas por pessoas que vivem ou viveram casos semelhantes.   

O filme tem previsão de estreia para maio de 2016, com um lançamento no Rio de Janeiro e outro em Recife.

Serviço: 'Do verde mata às cores do Maracatu' – Café Épico inaugura exposição fotográfica 

Data: 25 de fevereiro a 24 de março. De segunda a quarta, das 9h às 19h; às quintas e sextas, das 9h às 21h. 

Todo primeiro sábado do mês, junto com a feira do Lavradio, das 10 às 19h. 

Local: Av. Mem de Sá, 144, Lapa. 

Mais informações: 2411-2243/3022-6080

Tags: diversão, fotografia, manifestação, mostra, Pernambuco, tradição

Compartilhe: