Jornal do Brasil

Quarta-feira, 17 de Setembro de 2014

Cultura

Circuito Mimo abre hoje no Rio série de concertos musicais gratuitos

Agência Brasil

O primeiro concerto do Circuito Mimo no Rio de Janeiro será realizado às 18h desta terça-feira (2), no Outeiro da Glória. Maior festival gratuito de música instrumental do país, o Mimo é apresentado há 11 anos em cidades históricas brasileiras e está se expandindo agora para grandes cidades como o Rio e Belo Horizonte.

Segundo a idealizadora e diretora-geral e artística do evento, Lu Araújo, o circuito foi criado com o intuito de extrapolar as datas dos festivais realizados nesse período nas cidades históricas para que outras cidades recebam “pílulas de programação” do Mimo e mantenham o conceito de promoção de concertos em espaços do patrimônio histórico, permitindo a circulação de grandes nomes da música instrumental pelo país.

Para o Rio, estão programados mais dois concertos este ano: no dia 23 deste mês e no dia 14 de outubro. Em Belo Horizonte, as apresentações serão nos dias 13 e 14 de outubro.

A atração desta noite no Outeiro da Glória é a Orquestra Chaarts, formada por 13 músicos vindos de diversos grupos e universidades da Suíça, cujo repertório vai da música colonial à contemporânea, passando pelo jazz de mestres como Duke Ellington. No programa de hoje destacam-se peças de compositores clássicos como  Vivaldi e Mozart. “São 13 músicos de grande personalidade, com destaque para o saxofonista Daniel Schnyder. E é uma rara oportunidade ver um show dessa qualidade, de graça, no Rio de Janeiro”, disse Lu.

A Orquestra Chaarts apresentou-se no último sábado de agosto (30) na Igreja de São Francisco de Assis, em Ouro Preto, Minas Gerais, no Festival Mimo. A atração do dia 23, no Outeiro da Glória, será o Duo Milewski, participante do Mimo há dez anos, cujo repertório vai da música barroca ao chorinho. No dia 14 de outubro, apresenta-se o instrumentista Custódio Castelo, referência na renovação da guitarra portuguesa nas duas últimas décadas.

Iniciado em Olinda, Pernambuco, em 2004, o Mimo está atualmente em mais três cidades brasileiras: Ouro Preto, Paraty, no Rio de Janeiro, e Tiradentes, em Minas Gerais.

Lu Araújo informou que, paralelamente aos concertos instrumentais, são realizados fóruns de ideias e festivais dedicados à música no cinema, com destaque para filmes que abordam biografias de pessoas ligadas à música. Outra característica do Mimo é que os artistas que participam do festival dão aulas para músicos iniciantes.

As inscrições para o Mimo Paraty e o Mimo Tiradentes já estão abertas no site www.mimo.art.br.O percussionista Naná Vasconcelos será um dos professores em Paraty. Em Tiradentes, dará aulas o trompetista Jessé Sadoc. “As aulas são sempre para músicos. A ideia é promover o aperfeiçoamento, a reciclagem, a troca de experiências entre músicos já profissionais e jovens músicos”, disse Lu.

Tags: Arte, cultura, lazer, música, outeiro

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.