Jornal do Brasil

Quinta-feira, 27 de Novembro de 2014

Cultura

Ancine divulga vencedores do edital de coprodução Brasil-Portugal

Agência Brasil

A Agência Nacional do Cinema (Ancine) anunciou hoje (5) os projetos vencedores do edital de coprodução Brasil-Portugal 2014, promovido em parceria com o Instituto do Cinema e do Audiovisual (Ica), de Portugal. Foram selecionados quatro projetos de longas-metragens, dois de produção majoritária brasileira e dois com predominância portuguesa, entre um total de nove habilitados. Os vencedores farão jus a um apoio à produção no valor de US$ 600 mil.

Os projetos Um Animal Amarelo, de Felipe Bragança, e Um Certo Joaquim, de Marcelo Gomes, foram os escolhidos entre os de produção majoritariamente brasileira. De acordo com as regras do edital, eles foram apresentados pelos sócios minoritários portugueses. Cada um receberá o equivalente a US$ 150 mil, oferecidos pelo ICA às empresas cinematográficas de Portugal.

A mesma quantia será dada pela Ancine a cada uma das empresas brasileiras sócias minoritárias dos projetos Cinzento e Negro, de Luis Filipe Rocha, e Seara do Vento, de Sérgio Tréfaut.  Ambos são coproduções majoritariamente portuguesas.

Segundo a Ancine, a escolha foi feita no dia 28 de julho, por meio de uma videoconferência. A comissão de seleção foi formada pelo assessor internacional da Ancine, Eduardo Valente, pela cineasta brasileira Tata Amaral, pela presidenta do conselho diretivo do Ica, Filomena Serras Pereira, e pelo diretor do Departamento de Cinema e do Audiovisual do órgão português, Paulo Gonçalves.

Realizados desde 2005, os editais de coprodução com Portugal são os mais antigos da Ancine. Entre os filmes recentes lançados com o apoio dessa parceria estão o português Tabu, de Miguel Gomes (2012), e o brasileiro Getúlio, de João Jardim, premiado no edital de 2011.   

Tags: agência, cinema, nacional, Portugal, premiação

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.