Jornal do Brasil

Domingo, 23 de Novembro de 2014

Cultura

Filme argentino de sucesso mundial, “Elza e Fred” ganha montagem inédita 

Suely Franco e Umberto Magnani estão nos papéis centrais

Jornal do Brasil

Sucesso no cinema argentino em 2005, a delicada e divertida comédia sobre um casal na terceira idade “Elza e Fred” ganha adaptação inédita para os palcos cariocas. Com direção de Elias Andreato e com Suely Franco e Umberto Magnani nos papéis centrais, a peça estreia dia 1º de agosto no Teatro das Artes, no Shopping da Gávea para uma temporada de quintas a sábados às 21h e domingos às 19h. 

“Não assisti ao filme e fiz questão de não ver quando fui convidado para dirigir. Pensei numa linguagem ágil para contar uma história sem precisar de tantos recursos. Assim você consegue emocionar e tocar de forma leve. O velho na nossa sociedade é muito descartável. A gente foi perdendo o respeito, o carinho, a sabedoria que eles podem trocar. Essa possibilidade de se falar desse amor caduco que passa pelo sexo, pela sacanagem, pela poesia é muito bacana”, conta o diretor Elias Andreato que dentre tantos trabalhos atualmente assina a direção de “Meu Deus!”, com Irene Ravache e Dan Stulbach.

Um viúvo muda-se para novo apartamento e encontra uma extrovertida vizinha
Um viúvo muda-se para novo apartamento e encontra uma extrovertida vizinha

No texto escrito e adaptado por Marcos Carnevale, Marcela Guerty e Lily Ann Martin, sete meses após perder sua companheira com quem foi casado por 48 anos, Alfredo (Umberto Magnani) muda-se para um prédio onde também mora a extrovertida Elza. O encontro entre os dois vizinhos se dá após Elza esbarrar no automóvel estacionado da filha de Fred (Mayara Magri), que indignada com o fato de ela não apenas ter fugido da “cena do crime” como também ter ameaçado seu filho (David Leroy), decide ao lado do marido (Eduardo Estrela) cobrar a dívida.

 Mãe de dois filhos com temperamentos completamente diferentes, Elza é surpreendida com as acusações da família e diante daquela situação, seu filho mais velho Gabriel decide pagar a dívida. No entanto, após receber o cheque das mãos de Gabriel, Elza se penaliza com o filho mais jovem que precisa de dinheiro para montar uma exposição com seus quadros e mente para Fred dizendo que precisa sustentar os filhos e netos. A partir daí eles desenvolvem uma relação de carinho, amizade e muitas investidas da desinibida Elza sobre o tímido e hipocondríaco Fred. 

Tags: elza e fred, peça, resenha, shopping da gávea, teatro, teatro das artes

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.