Jornal do Brasil

Terça-feira, 30 de Setembro de 2014

Cultura

Funarte no Rio terá montagem inédita de texto de Shakespeare

Agência Brasil

Uma das mais clássicas peças de William Shakespeare, Rei Lear, ganha nesta quarta-feira (16) uma montagem inédita. A estreia nacional está programada para as 19h, no Teatro Glauce Rocha, no Rio. A encenação, dirigida por Moacir Chaves, marca o fim das atividades do Projeto Ocupação para Todos, responsável há quatro meses pela programação artística do teatro, pertencente à Fundação Nacional de Arte (Funarte).

O espetáculo também relembra os 450 anos de Shakespeare, comemorados em abril deste ano. Na montagem, três atrizes – a pernambucana Paula de Renor e as gaúchas Sandra Possani e Bruna Castiel, mãe e filha – interpretam todos os personagens do drama que conta a história de Lear, rei da Bretanha, que, chegando à velhice sem ter tido um filho homem, decide dividir o reino entre as três filhas, Goneril, Regane e Cordélia.

Na trama, Cordélia tem um desentendimento com o pai, é deserdada e sua parte do reino acaba dividida entre as duas irmãs. Na sequência, Lear é maltratado pelas filhas e traído por elas.

Com 30 anos de carreira e várias direções premiadas no currículo, Moacir Chaves enfrentou o desafio de encenar uma peça complexa como o Rei Lear. “Foram feitos cortes, como em muitas montagens mais tradicionais do texto. O fato de trabalharmos com [apenas] três atrizes em uma peça com dezenas de personagens já aponta para uma relativização de conceitos de teatro, como os de personagem e enredo”, explicou o diretor.

Segundo Moacir Chaves, a intenção não foi montar um clássico, mas sim pensar o mundo atual. “Não temos interesse no tempo de Shakespeare. O espetáculo, na verdade, remonta ao agora. O que interessa não é a história, mas a reflexão sobre a vida.”

A peça fica em cartaz somente até o dia 27 de julho, quando termina o Projeto Ocupação para Todos. As apresentações ocorrem de quarta a domingo, às 19h, com ingressos a R$ 20. O Teatro Glauce Rocha fica na Avenida Rio Branco, 179, no centro do Rio. 

Tags: cultura, glauce rocha, inglês, literatura, teatro

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.