Jornal do Brasil

Sexta-feira, 22 de Agosto de 2014

Cultura

Levada Oi Futuro apresenta Saulo Duarte e a Unidade, Ian Ramil e Ava Rocha 

Até 25 de outubro, 14 artistas das cinco regiões do país tocarão no Oi Futuro de Ipanema

Jornal do Brasil

 Saulo Duarte e a Unidade (Pará), Ian Ramil (Rio Grande do Sul) e Ava Rocha (Rio de Janeiro) serão os próximos nomes a se apresentar na terceira edição do Levada Oi Futuro, que vai até outubro de 2014, no Oi Futuro Ipanema, recebendo algumas das melhores promessas musicais do país. Cantores que lotam os shows nas suas cidades de origem e artistas mas que nunca se apresentaram para o público carioca são algumas das futuras estrelas que o curador Jorge Lz seleciona para o Levada, projeto que já tem espaço garantido no calendário cultural da cidade.

   "A missão para este ano é continuar abrindo espaço aos repertórios autorais que estão brotando pelo Brasil", conta Jorge Lz. "Vamos trazer um punhado de artistas ainda pouco conhecidos pelo grande público e pela imprensa que, no entanto, têm muito a dizer. Boa parte deles está com discos maravilhosos e somente à espera de uma oportunidade para tocar no Rio", resume o curador. Ao todo, serão 14 atrações e cada uma se apresentará duas vezes: às sextas-feiras e aos sábados, totalizando 28 shows entre 13 de junho e 25 de outubro.

 Em julho, será a vez de reunir jovens talentos do Pará, do Rio Grande do Sul e do Rio de Janeiro, nesta ordem. Saulo Duarte ressaltou que esse "vai ser nosso primeiro show no Rio de Janeiro e eu fico muito feliz que seja no palco do Levada Oi Futuro, um projeto disposto a ouvir novos sons. Será um prazer lançar nosso segundo álbum para ouvidos tão atenciosos". Ian Ramil é outro que está exultante: "O Levada Oi Futuro proporcionou que eu vá com a banda completa até o Rio pra lançar meu disco. Isso é raro pra artistas independentes e em começo de carreira. Agradeço e torço pra que dure por muitos anos", diz o jovem.

 Ava Rocha pensa que o Levada Oi Futuro "é uma plataforma que tem uma certa estrutura e isso é muito importante numa cidade que carece de incentivos na área musical e que poderia ser a capital da música. Ações como essa engrandecem a cidade e dão um exemplo que outras empresas poderiam seguir. A curadoria (do Jorge Lz, que me convidou para o projeto) também me parece ser muito democrática, antenada com esse momento de aberturas e fortalecimento".

 SAULO DUARTE E A UNIDADE - 11 e 12 de julho

Nascido em Belém, criado em Fortaleza e radicado em São Paulo, o cantor e compositor Saulo Duarte, à frente da banda A Unidade traz forte influência da música do Norte do país - e essa influência pode ser sentida nos elementos tradicionais do carimbó e da guitarrada, que é feita de uma forma original contemporânea. O afropop e o reggae complementam as referências da banda, que virá ao Rio para lançar o seu segundo álbum, "Quente".

 Produzido por eles mesmo e por Mauricio Tagliari, e gravado no estúdio YB Music , o disco tem a participação especial de Felipe Cordeiro, Manuel Cordeiro, Curumin, Luí, Ceruto and Luis de la Hoz (Cuba), David Hubbard (Guiana Francesa) e Alex Tea (Estados Unidos). No Levada Oi Futuro, Saulo Duarte (guitarra e voz) vai se apresentar acompanhado por João Leão (teclados), Túlio Bias (percussões), Klaus Sena (baixo), Beto Gibbs (bateria) e Igor Caracas (percussões).

 

IAN RAMIL - 18 e 19 de julho

Equilibrar ironia e melancolia parece ser marca típica dos Ramil, talentoso clã musical da MPB. Esse DNA depura-se no álbum de estreia do seu novo representante: Ian Ramil, 28 anos, que toca e compõe desde os 11 anos. Disponível em CD, LP e download gratuito no site do artista (www.ianramil.com), o disco foi gravado em Buenos Aires, produzido por Matias Cella (que trabalhou com Jorge Drexler) e masterizado por Tom Baker - que já cuidou de obras de Nine Inch Nails e Jorge Drexler, da trilogia Matrix e de filmes de David Lynch. 

 Filho do cantor e compositor Vitor Ramil e, portanto, sobrinho de Kleiton e Kledir, Ian vai lançar seu primeiro disco no Levada Oi Futuro ao lado dos argentinos Guilherme Ceron (baixo), Martin Estevez (bateria), Lorenzo Flach (guitarra), Jaime Freiberger (trompete), Julio Rizzo (trombone) e do brasileiro Pedro Dom (piano e clarinete). Ian tocará todas as músicas do disco, entre elas "Suvenir", "Cabeça de painel" e "Transe", e outras ainda inéditas. Assista ao primeiro clipe do disco: http://migre.me/k5ook

AVA ROCHA - 25 e 26 de julho

"Ava Patrya Yndia Yracema", produzido por Jonas Sá (que abriu essa terceira edição do Levada Oi Futuro), é o segundo disco da cantora e compositora Ava Rocha, filha do cineasta Glauber Rocha. Nas palavras da própria artista, "o show é quente, é musical, é performático, é transe, é eletrizante, é amor, é marasmo, é sonho, é vontade, é desejo, é ardor, é rock, é jazz, é preto, é índia, é rocha, é memória, é latino, é mestiço, é coração, é mel, é ava, é patrya, é yracema. É reviravolta, é revolução, é morte, vida, transmutação".

 No palco do Oi Futuro de Ipanema, Ava promete interpretar faixas do primeiro disco "Diurno" (2011), como "Só Uma Mulher" e "Filha da Ira", ambas autorais, além de inéditas de seu novo disco que mistura músicas próprias e de compositores como Negro Leo, Domenico Lancelotti e Jonas Sá - que fez o show de abertura do Levada Oi Futuro, em junho. Ava estará acompanhada por Thomas Harres (bateria e percussões), Pedro Dantas (baixo elétrico), Eduardo Manso (synths e eletrônicos) e Marcos Campello (guitarra e violão).

Tags: ava rocha, cultura, ian ramil, oi futuro, Rio, RJ, saulo duarte, shows

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.