Jornal do Brasil

Sábado, 30 de Agosto de 2014

Cultura

Em preparação para as Olimpíadas de Tóquio, Japão divulga cultura no Brasil

Agência Brasil

Como parte da preparação para as Olimpíadas de Tóquio em 2020, o governo japonês e empresas lançaram hoje (24) o Projeto de Apresentação do Japão no Pavilhão Omotenashi, que ficará até o dia 13 de julho no Parque da Bola, no Jockey Club, na Gávea, zona sul do Rio. A palavra Omotenashi traduz a hospitalidade japonesa, no sentido do anfitrião fazer o melhor possível para receber bem o visitante.

O dia temático contou com a cerimônia Kagami-Wari de abertura do barril de saquê, apresentação de comidas e bebidas típicas, mangá, anime, música no estilo J-Pop e show do DJ Hachioji P.

O cônsul-geral do Japão no Rio de Janeiro, Yasushi Takase, lembrou que em 2015 serão comemorados 120 anos de amizade entre o Japão e Brasil, momento propício para fortalecer a cooperação. Entre os temas, está a organização dos Jogos Olímpicos.

“Como Tóquio vai sediar Olimpíadas em 2020, muitos japoneses querem vir ao Rio para ver como está a preparação. Os atletas japoneses também têm que ter resultados muito bons durante os jogos do Rio, isso melhoraria os resultados em Tóquio”, disse.

Takase disse que o trabalho no Japão está apenas começando, com o estabelecimento do Comitê Organizador em abril, e que seu país tem muito a aprender com o Rio de Janeiro. “Agora estamos pensando como vamos fazer o estádio principal e queremos conhecer como o Rio tem organizado os jogos. Como receber as pessoas, preparar hotéis, restaurantes, o transporte todo, há muitos aspectos que queremos compartilhar”.

De acordo com o cônsul, o Japão tem muitas atrações turísticas, templos budistas e montanhas como o Monte Fuji, mas é preciso melhorar a recepção aos turistas. “Queremos aprender a simpatia do brasileiro, como receber os estrangeiros. No Japão não falamos muito inglês, muito menos português, mas queremos ser como vocês, receber bem os estrangeiros e que eles tenham uma boa estadia lá”.

O primeiro vice-presidente da Federação das Indústrias do Rio (Firjan), Carlos Mariani Bittencourt, que preside a parte brasileira do Grupo de Notáveis (Wise Men Group), formado em 2008 para estreitar a relação comercial entre Brasil e Japão, explicou que, atualmente, a cooperação está focada nos projetos ligados à Petrobras e ao desenvolvimento da extração de petróleo da camada pré-sal.

“Eles [os japoneses] têm projetos espetaculares para esse esforço excepcional que vai ser feito no pré-sal, então o grande projeto Brasil-Japão atual é a logística do pré-sal, como foi [a extração de ouro e minério em Eldorado dos] Carajás e como foi o desenvolvimento do Cerrado, que gerou essa soja toda”, comparou.

O evento também teve a presença do vice-ministro de Agricultura, Silvicultura e Pesca do Japão, Takamori Yoshikawa, que veio divulgar o Japão Restaurant Week, que promove a culinária nipônica.  Até o dia 13 de julho, 50 restaurantes de comida japonesa de 11 capitais brasileiras servirão menus diferenciados. Participam restaurantes de São Paulo, do Rio de Janeiro, de Natal, Brasília, Curitiba, Belo Horizonte, Porto Alegre, Salvador, Fortaleza, Manaus e do Recife.

 

Tags: culturais, jogos, projetos, Rio, tóquio

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.