Jornal do Brasil

Domingo, 21 de Dezembro de 2014

Cultura

Morre no Rio a cantora Marlene

Portal Terra

Conhecida como uma das grandes estrelas da era do rádio no Brasil, a cantora Marlene morreu às 18h24 desta sexta-feira (13), no Rio de Janeiro, aos 89 anos. De acordo com a Globo News, a artista, cujo nome verdadeiro era Victória Delfino dos Santos, estava internada há alguns dias na Casa de Portugal, no Rio Comprido, zona norte da capital fluminense, onde sofreu falência múltipla dos órgãos. O velório será no Teatro João Caetano, na Praça Tiradentes, neste sábado (14), a partir das 8h. 

Nascida em 22 de novembro de 1924, em São Paulo, Marlene adotou o nome artístico para que sua mãe, uma italiana evangélica, não a identificasse como cantora nas rádios. Depois da morte do pai, antes de seu nascimento, Marlene foi criada em uma família só de mulheres. Proibida de cantar, ela fugiu para o Rio de Janeiro em 1943, aos 19 anos, e falsificou sua certidão de nascimento para trabalhar no Cassino da Urca.

Cantora teve falência múltipla dos órgãos
Cantora teve falência múltipla dos órgãos

Após passar por cassinos e rádios, sua carreira deslanchou, até que ganhou o título de “rainha do rádio”, tirando-o de Emilinha Borba, que viria a ser sua grande rival. Por muitos anos, os fãs clubes das duas disputavam a força das cantoras, mas há quem diga que eram elas quem instigavam a rivalidade, como uma espécie de brincadeira.

Marlene se casou duas vezes e teve um filho, do primeiro casamento. Também estudou teatro e passou pela TV e cinema.

Tags: artista, falência, marlene, morte, órgãos

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.