Jornal do Brasil

Quinta-feira, 2 de Outubro de 2014

Cultura

Dinheiro é obra de arte em exposição no MAM Rio

Jornal do Brasil

O artista visual Lourival Cuquinha conquistou espaço na arte contemporânea criando obras feitas com dinheiro. Batizou-as de arte financeira ou financial art e se tornou referência no mercado internacional. Suas peças passaram a integrar coleções em países como Suíça, Bélgica, Estados Unidos, Equador, Venezuela e Argentina, além do Brasil. A partir deste sábado (14) é possível conferir a produção de Cuquinha na mostra Territórios e capitais: extinções, em cartaz no MAM Rio. Esta quinta exposição individual do artista integra as atividades culturais simultâneas ao mundial de futebol fomentadas pelo Ministério da Cultura. Marta Mestre e Luiz Camillo Osorio assinam a curadoria.

Cuquinha chega ao MAM com uma série de bandeiras confeccionadas com notas reais de dinheiro de diversas parte do mundo, entre outras obras. Todos os trabalhos foram produzidos entre 2008 e 2014. O destaque é a instalação Zeitgeist, em que um gigantesco asterisco tridimensional é formado por hastes feitas com moedas de cinco centavos de reais brasileiros. Ali estão expostas as bandeiras de diversos países confeccionadas com cédulas de diferentes unidades monetárias.  "Tudo nesta exposição se relaciona com a ideia de valor. Tanto o valor do trabalho quanto o valor de mercado; o valor ideológico das bandeiras e dos territórios; o valor das peças e o valor agregado das obras de arte", explica o artista.

Bandeiras de dinheiro

Entre 2007 e 2008, Lourival Cuquinha morou em Londres acompanhando sua mulher que fazia um curso de pós-graduação naquela cidade. Da tensão de viver pela primeira vez fora de um circuito que o reconhecia como artista, nasceu o Jack Pound Financial Art Project, sua primeira obra de arte financeira. Com 505 libras ganhas como motorista de rickshaw, trabalho típico de imigrantes, mais 495 libras de investidores que compraram ações do projeto, Cuquinha costurou uma bandeira inglesa feita com mil libras em cédulas verdadeiras. A peça foi leiloada dois anos depois por 17 vezes o seu valor original, durante a Frieze Art Fair, e chamou a atenção do mundo.

A partir daí o artista iniciou a produção de uma série de bandeiras de dinheiro. Nesta exposição, distribuídas na instalação Zeitgeist,  poderão ser vistas as seguintes bandeiras:

1. Jack Pound Financial Art Project, bandeira da Inglaterra em libras  esterlinas (2008-2009)

2. Amor, Ordem e Progresso Projeto de Arte Financeira II, bandeira do Brasil em reais brasileiros (2012)

3. Duel: Dracma Greek Flag, bandeira da Grécia em dracmas (2012)

4. Duel: Euro Greek Flag, bandeira da Grécia em euros (2012)

5. Liberté, Egalité, Fraternité projet artistique financière, bandeira da França em Euros (2013)

6. El Produto Nacional Proyecto del Arte Financeiro, bandeira da Colômbia em pesos colombianos (2013)

7. Warning Flag, bandeira de Cuba em dólares (2011)

8. Old Revolution Glory Financial Art Project 2, bandeira dos EUA em pesos (2013)

9. Old Revolution Glory Financial Art Project, bandeira dos EUA em dólares e pesos cubanos (2013)

10. Warning Flag II, bandeira de Cuba em dólares e pesos cubanos (2014)

11. Saint David's Star Financial Art Project: bandeira de Israel em dólares (2014)

12. Los Hermanos Proyecto del Arte Financeiro, bandeira da Argentina em pesos argentinos (2013)

A exposição tem visitação de terça a domingo. A entrada é gratuita.

 

SERVIÇO

Exposição Territórios e capital: extinções

Quando:  14/6 a  17/8                                    

Abertura: sábado 14/6 das 15h às 18h (performances de Juvenil Silva e Catarina Dee Jah às 16h)

Local: MAM Rio ( av. Infante Dom Henrique, 85 , Parque do Flamengo, Rio de Janeiro)

Visitação: terça a sexta das 12h às 18h (a bilheteria fecha às 17h30); sábados, domingos e feriados das 11h às 19h (a bilheteria fecha às 18h)

Entrada grátis

Tags: Arte, dinheiro, moderna, mostra, museu, países

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.