Jornal do Brasil

Sexta-feira, 31 de Outubro de 2014

Cultura

Começa a Bienal de Arquitetura de Veneza

Mostra conta com pavilhões de 66 países, incluindo o Brasil

Agência ANSA

Começa neste sábado (7), com o título de "Fundamentais" e dirigida pelo holandês Rem Koolhaas, a 14ª edição da Bienal de Arquitetura de Veneza, que acontece até o próximo dia 23 de novembro. Após vários anos dedicados à celebração do contemporâneo, a mostra se volta em 2014 para a história, com o objetivo de investigar o estágio atual da arquitetura e de imaginar o seu futuro.    

A bienal deste ano é dividida em três manifestações complementares umas às outras. A primeira delas, chamada "Absorvendo Modernidade", reúne 66 pavilhões nacionais, incluindo um brasileiro. Cada um dos espaços ilustra o complexo e variado processo de cancelamento das características dos países, em favor da adoção quase universal de uma única linguagem moderna e de um único repertório de tipologias.    

A segunda, com o nome de "Elementos da Arquitetura", destaca os componentes fundamentais dos edifícios: pavimentos, paredes, tetos, portas, janelas, fachadas, varandas, corredores, escadas, elevadores, e por aí vai. Por fim, a terceira delas, chamada de "Monditalia", leva ao Arsenal de Veneza exposições, representações teatrais e eventos relacionados com arquitetura, política, economia, religião, tecnologia e indústria, todos girando em torno de um único tema: a Itália.    

Já o prédio da Fundação Querini Stampalia, redesenhado pelo italiano Carlo Scarpa (1906-1978) no início dos anos 1960, vai receber até o dia 29 de setembro uma mostra sobre um dos mais notáveis arquitetos do país no século XX.

Tags: arquitetura, bienal, carlo scarpa, exposição, itália, rem koolhaas, veneza

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.