Jornal do Brasil

Segunda-feira, 1 de Setembro de 2014

Cultura

DF: Festival de Cinema homenageia Eduardo Coutinho e Glauber Rocha

Agência Brasil

O 47º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro está com inscrições abertas até o dia 10 julho e, neste ano, vai homenagear o documentarista Eduardo Coutinho e o cineasta Glauber Rocha. O evento, que acontece entre 16 e 23 de setembro, também vai premiar curtas e longas-metragens de todos os gêneros.

“Desejamos nesta edição homenagear a figura de Eduardo Coutinho, punido recententemente por uma tragédia familiar e, seguramente, se não o mais, um dos mais importantes documentaristas do país e cujo marco de vida, como produtor, diretor e realizador é o Cabra Marcado para Morrer. Além da extensa filmografia que ele conduziu, esse é marcante por todo o conjunto de circunstâncias e de história que carrega consigo”, disse o secretário de Cultura do Distrito Federal, Hamilton Pereira.

O filme, de 1985, é uma narrativa da vida de João Pedro Teixeira, um líder camponês da Paraíba, assassinado em 1962. As filmagens sobre sua história, interpretada pelos próprios camponeses, foram interrompidas pelo golpe militar de 1964. Após 17 anos, Coutinho retoma o projeto, cujo tema passa a ser o drama da família durante o regime militar.

Eduardo Coutinho, de 81 anos, foi encontrado morto no dia 2 de fevereiro, dentro de casa, no bairro da Lagoa, na zona sul da cidade do Rio de Janeiro. Dois dias depois, o filho do cineasta, Daniel Coutinho confessou o assassinato. 

O cineasta Glauber Rocha também será homenageado com a exibição de Deus e o Diabo na Terra do Sol. O drama que completa 50 anos é considerado um marco no cinema novo. Gravado em Monte Santo (BA), o filme conta a história do sertanejo Manoel e sua esposa Rosa, que lutam contra a exploração imposta pelos coronéis do sertão nordestino.

Para as mostras competitivas do festival, poderão se inscrever filmes concluídos a partir de 1º de agosto de 2013, que sejam inéditos em Brasília, que não tenham participado de seletivas das edições anteriores do festival e nem obtido prêmio de melhor filme de juri oficial em festivais no Brasil.

Serão escolhidos para concorrer ao troféu Candango seis longas e 12 curtas-metragens. O anúncio dos concorrentes será feito em 30 de julho e o valor dos prêmios soma R$ 610 mil, sendo R$ 250 mil para o melhor filme longa-metragem e R$ 35 mil para o melhor curta.

As atividades do festival serão realizadas no Cine Brasília e em mais cinco cidades do Distrito Federal. Além das mostras competitivas, haverá ainda o festivalzinho, debates, oficinas, lançamentos, entre outras atividades.

O edital e a ficha de inscrição estão disponíveis no site do Festival  e da Secretaria de Cultura do Distrito Federal.

Tags: Brasília, cinema, cultura, DF, festival, glauber rocha

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.