Jornal do Brasil

Quinta-feira, 27 de Novembro de 2014

Cultura

Amador Perez apresenta exposição comemorativa de 40 anos

Jornal do Brasil

A exposição "Amador Perez - 40 Anos - Quantos Quadros" começa a partir da próxima sexta-feira (30), no Centro Cultural Cândido Mendes Ipanema - Galeria de Arte Maria de Lourdes Mendes de Almeida.

A exposição comemora a significativa trajetória de 40 anos do artista carioca Amador Perez na arte contemporânea brasileira. Apresentando 20 obras inéditas iniciadas em 2006 e finalizadas em 2013, geradas a partir de uma única imagem, um desenho a grafite realizado pelo autor em 1981, Amador Perez propõe uma reflexão sobre a materialidade e singularidade da obra de arte e sua reprodução, e a imaterialidade e multiplicidade da imagem. O artista utiliza técnicas manuais e digitais em uma fusão de linguagens, criando um jogo interativo entre a sua concepção da imagem da obra original e a fantasia do espectador.

'Como numa das mais fecundas vertentes da arte contemporânea, todos os materiais são ativos', comenta crítico
'Como numa das mais fecundas vertentes da arte contemporânea, todos os materiais são ativos', comenta crítico

Paulo Sérgio Duarte, crítico e professor de história da arte escreveu um texto sobre o artista "Um desenho de Amador baseado em uma foto de Hopper, onde um homem olha por uma janela. A foto vai ser objeto de uma extensa e intensa investigação poética em Quantos Quadros. Que Amador seja um dos maiores virtuoses do desenho contemporâneo ninguém duvida, mas quem for fruir essa exposição, como qualquer outra do artista, não deve se deixar cegar pela competência técnica".

Ainda sobre seu estilo, o crítico comenta "Como numa das mais fecundas vertentes da arte contemporânea, todos os materiais são ativos, estruturantes e participantes pelas suas qualidades intrínsecas na constituição da obra. Diria mesmo que, nas variações Quantos Quadros, o branco do papel é o único elemento invariante de toda a estrutura da obra. Portanto, é muito apressado rebaixá-lo à condição de suporte que implica em desaparecer sob a ação do artista. É possível que, sob esse prisma, possamos reler toda a obra de Amador Perez, e de muitos grandes desenhistas que atuaram sobre o branco, e aqui, me vem imediatamente à lembrança os formidáveis desenhos de Mira Schendel", completa. 

A exposição ficará em cartaz até o dia 9 de agosto de 2014. O Centro Cultural Cândido Mendes Ipanema funciona de segunda a sexta, de 14h às 20h e aos sábados, das 16h às 20h. O endereço é Rua Joana Angélica, 63 - Ipanema

Tags: amador perez, artes plásticas, centro cândido mendes, quantos quadros, Rio

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.