Jornal do Brasil

Sexta-feira, 1 de Agosto de 2014

Cultura

Exposição de Carlos Fiúza leva "Litorais" para o Leblon, no Rio de Janeiro

Jornal do Brasil

Um litoral construído a partir de outro interiorizado é o que vai ser apresentado nas 18 obras de Carlos Fiúza na exposição Litorais, em maio no Leblon. A mostra é composta de quatro núcleos: litoral dos coqueiros-pintura, litoral dos peixes-estrutura, litoral de cajus-desenho, litoral do ciclista estrutural e dos cachorros desconstruídos. 

Fiúza, que nasceu em Alagoas e vive no Rio de Janeiro desde 1983, reconstrói temas da natureza pela memória, pela técnica e poética da pintura. São trabalhos em tinta acrílica sobre tela e sobre MDF, com o uso das técnicas de velatura e de monotipias que compõem mosaicos, calçadas. Os trabalhos mostram marcas indiretas da obra de José Pancetti, no que se referem aos temas e algumas formas (cajus, barcos e linhas de areia), e de Leonilson, na alusão ao bordado.

A exposição terá a apresentação da historiadora e crítica de arte Vera Beatriz Siqueira, e vai comemorar duas datas especiais para o artista: 30 anos de trabalho profissional e de sua primeira coletiva no Rio de Janeiro, a mostra Como Vai Você, Geração 80?, realizada no Parque Laje, em 1984, além dos 50 anos de vida. "Essa exposição mostra meus trabalhos de pintura dos últimos anos a partir da tensão entre construção e memória, entre figuração e abstração.", disse o artista Carlos Fiúza.

Em 2009, no livro Flora Brasileira: história, arte e ciência, Vera Beatriz Siqueira fez uma análise do universo pictórico desse artista contemporâneo, indicando um dos temas notáveis de sua obra, o caju, uma figura inspirada diretamente nas telas do holandês Albert Eckhout. "O caju é o verdadeiro fruto do paraíso.", comenta Fiúza. A exposição será realizada em parceira com a Rezende Assessoria de Artes, Molduras e Restaurações. Branca Pernambuco Rezende e Francisco Rezende coordenam, há quase 50 anos, um ateliê e duas lojas que são referências no campo da arte no Rio de Janeiro em serviços de restauração e moldura.

Serviço:

Abertura da Exposição: 24 de maio, às 10h

Período da Exposição: de 24 de maio a 7 de junho

Local: Rua Venâncio Flores, 481 A - Leblon

Horário de funcionamento: segunda a sexta, de 9h às 12h, das 13h às 18h; sábado, das 9h às 13h.

Tags: Arte, fiuza, natureza, pintura, restauração

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.