Jornal do Brasil

Sexta-feira, 24 de Outubro de 2014

Cultura

Comediante Leo Bassi encerra o 2º Festival Internacional de Circo do Rio

Apresentação será neste domingo, às 21h, no Circo Crescer e Viver 

Jornal do Brasil

Depois de ocupar mais de 60 espaços da cidade, em cerca de 200 apresentações gratuitas de atrações nacionais e internacionais, o 2º Festival Internacional de Circo do Rio termina, neste domingo, às 21h, com espetáculo do consagrado cômico Leo Bassi, italiano radicado na Espanha e sétimo representante de uma tradicional família circense europeia. Em 'O melhor de Leo Bassi', o comediante conta que vai fazer "um show filosófico, social e politizado", utilizando a linguagem do bufão para falar de questões importantes para a sociedade brasileira. "Não gosto de entregar muito como será o espetáculo. O elemento surpresa é importante. Mas posso adiantar que vou incorporar a figura de um banqueiro cruel para mostrar alguns dos graves problemas que enfrentamos hoje", explica Bassi, que já apresentou espetáculos marcantes em suas mais de 20 visitas ao Brasil.

Quando chega a uma cidade, o artista gosta de fazer pesquisas e colher material para o seu espetáculo, por isso seus números são sempre carregados de humor, tensão e críticas sociais atuais. Leo Bassi, que também apresenta na Rocinha - domingo às 17h - um espetáculo mais voltado para as crianças, elogia o alcance do 2º Festival Internacional de Circo do Rio. "É um evento que chegou às ruas, praças, lonas, favelas. Eu sou um comediante conhecido, com programa na TV espanhola, e poderia estar me apresentando em um teatro nobre da cidade, com ingressos caros. Mas vou fazer um espetáculo gratuito que vai chegar até o povo. Precisamos encontrar formar cada vez mais eficientes de dialogar com as comunidades mais periféricas", acrescenta o artista.

O 2º Festival Internacional de Circo do Rio de Janeiro é uma parceria entre Circo Crescer e Viver, Estúdio M'Baraká, a Prefeitura do Rio, através da Secretaria Municipal de Cultura e o Instituto Pereira Passos/UPP Social. Mais de 300 artistas de diferentes regiões brasileiras e de países como Israel, República Tcheca, Holanda, Espanha, Argentina, Colômbia, Portugal, Bélgica, Inglaterra, França, Itália, Peru e Chile apresentam espetáculos que mostram um amplo movimento de atualização das artes do circo em todo o mundo. A previsão é que cerca de 250 mil espectadores passem pelo festival até domingo.

O bufão Leo Bassi se caracteriza pela linguagem provocante, com críticas políticas e religiosas
O bufão Leo Bassi se caracteriza pela linguagem provocante, com críticas políticas e religiosas

Sobre Leo Bassi

O bufão Leo Bassi se caracteriza pela linguagem provocante, com críticas políticas e religiosas.  Italiano radicado em Madri, ele trabalhou como ator no teatro e no cinema, como o anfitrião de eventos, e também em programas de TV (por exemplo, no programa espanhol Martian Chronicles e The Ant). Além das apresentações teatrais criadas por ele, o artista organiza eventos para expor os últimos acontecimentos políticos e culturais a partir de uma abordagem humorística, como Belém Bassibus ou Lavapiés. Também dá palestras e conferências sobre temas que defende.

A programação completa do festival está no site www.festivaldecirco.com.br.

 

Serviço

O Melhor de Leo Bassi

Onde: Circo Crescer e Viver, Rua Carmo Neto, 143, Cidade Nova

(ao lado do metrô da Praça 11)

Quando:  domingo, às 21h.

Ingresso: grátis, com distribuição de senhas uma hora antes do espetáculo

 

Tags: apresentação, bufão, circo, italiano, RJ

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.