Jornal do Brasil

Terça-feira, 30 de Setembro de 2014

Cultura

'Dançando Para Não Dançar' abre as portas para a magia do balé

Jornal do Brasil

O 'Dançando Para Não Dançar' abre as portas da Escola de Dança, no Centro do Rio, para o público conhecer o trabalho do projeto e toda a magia da dança, que tem o poder de transformar o futuro de jovens e crianças. O evento será no sábado, dia 17, das 11h às 13h, e será um momento de reflexão e solidariedade à família do dançarino Douglas Rafael da Silva Pereira, encontrado morto, no Pavão-Pavãozinho.

Haverá aulas práticas de balé clássico, de pas-de-deux, repertório, danças características e folclóricas e de dança contemporânea. O público poderá visitar cada sala e assistir e participar das aulas e palestras.

O coreógrafo Sylvio Lembruger já confirmou presença, assim como a mãe e familiares de Douglas Rafael.

O 'Dançando Para Não Dançar' completará 20 anos em dezembro e teve inicio no Pavão-Pavãozinho e Cantagalo. Durante todos esses anos o projeto conseguiu mudar a vida de jovens dessas comunidades e das outras 17 em que atua, ao profissionalizá-los e encaminhá-los para companhias de dança, nacionais e internacionais, ao mesmo tempo em que promove a educação regular e a profissional dos alunos em cursos e faculdades, além de aulas de línguas, música, serviços médicos e odontológicos.

O evento marcará também a entrada do Dançando Para Não Dançar em mais uma comunidade, em São Cristóvão. Com a chegada à Escola Educandário, o projeto passará a atender um total de 1.600 alunos nas comunidades, na sede da escola, nos Cieps e nas creches.

Em junho, o Dançando Para Não Dançar estreia o Balé Salve São Francisco, baseado no livro "ABC do Rio São Francisco", de Sávia Dumont. Músicas de Geraldo Azevedo e Leandro Braga, Luiz Gonzaga, Caetano Veloso. O espetáculo será no Teatro João Caetano, no Centro do Rio, dia 24 de junho, às 18h30. Entrada franca.

Tags: Arte, cultura, dança, lazer, teatro

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.