Jornal do Brasil

Sexta-feira, 31 de Outubro de 2014

Cultura

Corpo de Jair Rodrigues será sepultado nesta sexta-feira em SP

Jornal do Brasil

O corpo de Jair Rodrigues será sepultado nesta sexta-feira, às 11h, no cemitério do Gethsemani no Morumbi, apenas com a presença de familiares e amigos. O velório ocorre na Assembleia Legislativa de São Paulo. O cantor, de 75 anos, teve um infarto agudo do miocárdio, segundo a assessoria de imprensa. O corpo foi encontrado na sauna da casa em que Jair morava, em Cotia (SP), na manhã desta quinta-feira (8), e seguiu para o Instituto Médico Legal no começo da tarde. 

Jair Rodrigues de Oliveira nasceu em Igarapava (SP), no dia 6 de fevereiro de 1939. Já na década de 1950, começou como cantor da noite no interior paulista. Nos anos 1960, participava de programas de calouros.

Em 1962, gravou seu disco de estreia com duas músicas para a Copa do Mundo do mesmo ano: “Brasil Sensacional” e “Marechal da Vitória”. Em 1965, fez muito sucesso no programa O Fino da Bossa, em uma parceria com Elis Regina. 

Jair ganhou o festival de 1966 com a música "Disparada", de Geraldo Vandré e Théo de Barros. A partir dali a carreira do cantor decolou. Em 1971, gravou o samba-enredo Festa para um Rei Negro, da Acadêmicos do Salgueiro, do Rio de Janeiro. Ele foi o primeiro grande cantor a gravar e fazer sucesso com os sambas de enredo das escolas do Rio (“Bahia de Todos os Deuses”, “Martin Cererê”, “Pega no Ganzê” e “Tengo Tengo”).

>> Cantor Jair Rodrigues morre aos 75 anos

>> Dilma lamenta morte e lembra alegria contagiante de Jair Rodrigues

Jair lançou um álbum por ano e realizou turnês pela Europa, Estados Unidos e Japão. Foi considerado pela crítica musical brasileira e internacional o Rei da Música Negra, sendo conhecido internacionalmente. Seus discos foram lançados em vários países europeus, asiáticos e sul-americanos.

No dia 5 de abril deste ano, fez um show no palco do Auditório Ibirapuera, para o lançamento do disco duplo Samba Mesmo, com 26 canções que ainda não havia gravado de nomes como Lamartine Babo, Tom Jobim e Ary Barroso. O cantor deixa dois filhos que também seguem a carreira musical: Jair de Oliveira e Luciana Mello.

Famosos como Serginho Groisman, Adriane Galisteu, Eliana, Luiza Possi, Astrid Fontenelle, César Menotti e Nany People lamentaram a morte de Jair pelas redes sociais.

Tags: assembléia, cantor, enterro, jair, velório

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.