Jornal do Brasil

Quinta-feira, 31 de Julho de 2014

Cultura

Bica da Rainha tem projeto paisagístico recuperado no Cosme Velho

Monumento desconhecido pela maioria dos cariocas é uma das lembranças da época do Império

Jornal do Brasil

A Bica da Rainha, construída no século XIX para canalizar as águas de uma nascente no Cosme Velho, zona sul do Rio, tem área verde revitalizada. O monumento é uma das poucas lembranças da passagem da rainha de Portugal D. Maria I pelo Brasil. O projeto assinado pela Bem Verde & Horta e Jardim reconstituiu o projeto original com plantas da flora brasileira com o objetivo de conservar o monumento tombado como patrimônio histórico em 1938 pelo Instituto do Patrimônio Histórico Artístico Nacional (IPHAN),  e adotado pelo Colégio Miraflores.

Ponto turístico do Rio de Janeiro que é pouco conhecido pelos próprios carioa
Ponto turístico do Rio de Janeiro que é pouco conhecido pelos próprios carioa

O monumento é pouco conhecido pelos moradores da cidade e também por turistas. A Bica da Rainha foi construída pela Rainha D. Carlota Joaquina, esposa de D. João VI, que fazia constantes visitas à fonte para tratar de problemas de pele nas águas ferruginosas. Os passeios sempre eram na companhia D. Maria - A Louca, e sua comitiva de damas, dando origem à expressão popular "Maria vai com as outras", em referência as damas que acompanhavam a rainha mãe a todos os lugares. Segundo historiadores, a Bica foi a primeira fonte ferruginosas descoberta no Brasil. 

A Bica da Rainha fica na rua Cosme Velho, 381, e para conhecer de perto é preciso solicitar a chave aos funcionários da Panificação Rainha, que fica em frente. A entrada é gratuita.

Tags: águas, área, construída, histórico, patrimônio, revitalizada, verde

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.