Jornal do Brasil

Sexta-feira, 1 de Agosto de 2014

Cultura

Exposição no Centro Cultural Correios apresenta obras de Maria Tomaselli 

Jornal do Brasil

O Centro Cultural Correios inaugura dia 9 de abril, às 19h, a exposição Maria Tomaselli. A mostra, com curadoria de Denise Mattar, apresenta a obra recente da artista austríaca radicada em Porto Alegre, e ao mesmo tempo traça um panorama de seu percurso. Serão apresentadas 25 pinturas de grandes formatos, seis álbuns de gravuras, além de desenhos e um vídeo sobre a instalação Oca-Maloca, vencedora do prêmio aquisição do Museu de Arte de Brasília em 1990.  Nos fins de semana serão oferecidas ao público oficinas coordenadas por arte educadores.

A maior parte das obras apresentadas é inédita, pois o foco da exposição concentra-se na produção recente da artista realizada sobre lona. Maria Tomaselli costuma assinar seus trabalhos apenas com suas iniciais TO, e por isso deu à série o bem-humorado nome de “TO na Lona”. Nela a artista trabalha com lonas de caminhão usadas aproveitando remendos e furos como ponto de partida. E, usando o conceito dos “segredos”, que permeia sua obra, acrescenta às superfícies detalhes em desenho, pintura, e gravuras - impressas também sobre lona. O resultado são trabalhos de grande impacto visual, mas que só se desvendam aos poucos, num segundo olhar.

A exposição revela a intensidade da obra de Maria Tomaselli, uma artista ousada, que domina a cor como poucos, e que sabe ao mesmo tempo tocar e sensibilizar o expectador com sua delicadeza. A curadora Denise Mattar sintetiza: "Maria é uma artista criativa, profusa, densa e iconoclasta. Sem medo de errar, de ousar, gritar e ao mesmo tempo capaz de sutilezas e lirismos emocionantes".

A mostra traça o percurso da artista, do desenho para a gravura, da pintura para a escultura e mostra também como tudo isso é integrado e produzido ao mesmo tempo por ela. Sua criatividade sempre extrapolou limites levando-a a criar as Cartas-Surpresa (telas que se desdobram), as Clarkianas (esculturas e objetos em tela) e a Oca-Maloca (1985), uma instalação a partir de uma criação coletiva, realizada numa época em que esses conceitos praticamente não existiam.

Nas décadas de 1970 a 1990 a artista participou ativamente da cena artística carioca e paulista recebendo os mais importantes prêmios em gravura, desenho e pintura. Depois disso residindo em Porto Alegre deixou de ter sua obra acompanhada de perto pela crítica, embora sua qualidade de produção e criatividade continuem as mesmas.

Apesar de suas raízes europeias, a arte da austro-brasileira amadureceu e tomou forma no Brasil. Casou-se com o intelectual gaúcho Carlos Cirne-Lima e mudou-se para Porto Alegre, onde teve como mestres Iberê Camargo e Danúbio Gonçalves. Mais tarde, durante o período em que viveu no Rio de Janeiro, estudou gravura em metal com Eduardo Sued, no MAM, e Anna Letycia, no Ingá. Em Olinda, onde também morou, aprimorou sua técnica na Oficina Guaianases. Após muitas mudanças, motivadas pela perseguição de seu marido pelo regime militar, Tomaselli retornou à capital gaúcha – da qual se tornou cidadã honorária, em 1989 - e hoje trabalha no mesmo ateliê de quando veio pela primeira vez para o país.

 

Maria Tomaselli

Curadoria: Denise Mattar

Abertura: 9 de abril às 19h

Exposição: 10 de abril a 18 de maio de 2014

Terça a domingo 12h às 19h - Entrada Franca

Centro Cultural Correios

Rua Visconde de Itaboraí 20 – Centro

Tel. 2253-1580

 

Tags: Arte, cultura, lazer, pinturas, quadros

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.