Jornal do Brasil

Quarta-feira, 1 de Outubro de 2014

Cultura

Le Monde: Mergulho no coração do "Morro dos Prazeres" 

Jornal do Brasil

A editoria de Cultura do jornal francês Le Monde publica nesta terça-feira (1/4) uma reportagem especial sobre o Morro dos Prazeres, localizado no Rio de Janeiro. A comunidade carioca é tema principal do documentário "Morro dos Prazeres", dirigido pela cineasta Maria Ramos, e que será exibido no Festival Atmosferas, que reunirá entre 31 de março a 6 de abril os melhores trabalhos culturais internacionais sobre desenvolvimento sustentável, em um dos maiores centros financeiros da França, no Courbevoie (Hauts-de-Seine). O evento vai contar ainda com conferências e concertos.

O Le Monde descreve o Rio de Janeiro como "um exemplo único", com suas criações culturais, laboratórios sociais, modelo político, futebol e turismo, com favelas que se interligam com bairros nobres e florestas. Destaca que o documentário de Maria Ramos é dedicado à comunidade dos Prazeres, um lugar que tem visão para o Cristo Redentor, o mar, o Pão de Açúcar, a Baia da Guanabara e o bairro de Santa Teresa. A matéria informa que a comunidade tem cerca de 10 mil habitantes e ocupa um lugar estratégico na geografia carioca, mas que sofreu uma grande desvalorização imobiliária com o aumento da violência na região.   

O jornal ressalta que a favela tem um campo de futebol criado há 40 anos e divulga uma entrevista com o treinador Orlando Bato, que comentou a montagem de uma equipe de juniores feminina. Bato é comparado com o cantor Gilberto Gil, ambos empenhados em trabalhos voluntários e de proteção ao meio ambiente. A reportagem enfoca que o treinador tem um trabalho voluntário na comunidade que viveu dias de violência e foi tema do filme Tropa de Elite, em 2007, que mostrou as barbáries cometidas por "uma unidade de elite da polícia muito violenta, cujo símbolo é uma caveira".  

O texto informa que o filme foi apresentado na última edição do "Festival des 3 Continents", em Nantes, além de ganhar vários prêmios no Brasil e no exterior. O documentário de Maria Ramos descreve a situação da comunidade um ano após a intervenção em 2011, com e chegada da Unidades de Policia Pacificadora (UPP). "O Morro dos Prazeres mostra secretamente um mundo de divisões, um mecanismo que coabita 'líderes comunitários', representantes de associações ou serviços do Estado, e 'líderes' do ocultismo, os traficantes, que não abandonaram o lugar - o filme não mostra, sugere", diz a matéria do Le Monde.

Tags: comunidade, DESENVOLVIMENTO, documentário, Elite, internacional, sustentárvel, Tropa, upp

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.