Jornal do Brasil

Quarta-feira, 1 de Outubro de 2014

Cultura

Fórum de Ciência e Cultura da UFRJ apresenta evento sobre golpe de 64

Jornal do Brasil

O Fórum de Ciência e Cultura da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) apresenta essa semana no Instituto de Filosofia e Ciências Sociais (IFCS/UFRJ), o evento “Foi golpe! Essa noite, 50 anos”. A apresentação será no emblemático Largo de São Francisco, palco de grandes manifestações políticas dos anos 60, com ciclos de debates e exibir filmes que falam do período de 21 anos em que a ditadura esteve no poder.  

A programação começa nesta terça-feira (1/4), às 10h, data do aniversário do golpe, com uma cerimônia de abertura que vai contar com a presença do Reitor da universidade Carlos Levi da Conceição e os professores Carlos Vainer, do Fórum de Ciência e Cultura, e Marco Aurélio de Santana. A mesa de debates “Vale a pena resistir” terá a participação de Jean Marc Von Der Weid, presidente da Une em 1959, e do sociólogo e diretor do IFCS/UFRJ, Marco Aurélio de Santana. Ambos vão falar sobre as experiências vividas no começo do golpe e a situação atual. Na parte da tarde terá início a mostra de filmes que retratam a época. O primeiro a ser exibido será “Jango”, de Silvio Tendler, produzido em 1984. 

“Foi golpe! Essa noite, 50 anos” contará com debates e filmes sobre o período em que a ditadura esteve no poder
“Foi golpe! Essa noite, 50 anos” contará com debates e filmes sobre o período em que a ditadura esteve no poder

 A programação se transfere para o Largo de São Francisco de Assis, em frente ao IFCS/UFRJ, onde, a partir das 18h30, com um espetáculo de música, teatro, poesia e audiovisual toma conta do local.  Estão programadas apresentações da banda Kakumbu, dos grupos teatrais Caras Pintadas e Nós do Morro, além de shows de Mano Melo, Mu Chebabi, Tadeus Mathias e do músico Jorge Mautner. O evento se completa com projeções de filmes, entrevistas e fotografias históricas durante o show, que serão acompanhadas por uma instalação de videomapping "memória orgânica" nas copas das árvores do Largo de São Francisco, em frente ao IFCS.  Essa projeção leva a assinatura do cineasta Fernando Salis, responsável pela comunicação do Fórum de Ciência e Cultural da UFRJ. 

 Já de quarta a sexta-feira, a programação contará com exibição de filmes no IFCS, nos horários das 10h30 e 16h. Entre os filmes agendados para serem exibidos estão “Os anos JK – Uma trajetória Politica” (Silvio Tendler, 1980), “Pra Frente Brasil” (Roberto Farias, 1982), “Cabra Marcado para morrer (Eduardo Coutinho, 1984), “Nunca Fomos Tão Felizes” (Murilo Salles, 1984), “Ação Entre Amigos” (Beto Brant, 1998), “Zuzu Angel” (Sergio Rezende, 2006) e “Dois Córregos” (Carlos Reichenbach, 1999), entre outros.  A entrada é franca.

Instituído em 1972, o Fórum de Ciência e Cultura (FCC) tem como objetivo promover estudos referentes aos progressos dos vários setores do conhecimento; a difusão científica e cultural; e a preservação do patrimônio histórico, cultural e artístico. O FCC promove a integração entre entre diferentes disciplinas e múltiplas formas de saber – acadêmico e não acadêmico -; entre ciência e arte; e entre variadas formas de expressão e linguagem.

SERVIÇO – FOI GOLPE!  ESSA NOITE, 50 ANOS

Instituto de Filosofia e Ciências Sociais - IFCS/ UFRJ. Largo de São Francisco de Paula, 1  -  Centro - Rio de Janeiro

Entrada Franca

Dia 1o de  ABRIL – TERÇA-FEIRA: 10h – Salão Nobre do IFCS - Abertura - Prof. . Carlos Levi da Conceição (Reitor da UFRJ), Prof. Carlos Vainer (FCC/UFRJ) e Prof., Marco Aurélio de Santana (IFCS/UFRJ); 10h30 – Salão Nobre do IFCS - Mesa: Vale a pena resistir – debate com  Jean Marc Von Der Weid (Presidente UNE em 1969) e Marco Aurélio de Santana (UFRJ); 16h  - Salas de projeção do IFCS - Jango, de Sílvio Tendler (Brasil, 1984); Curta-metragem:  Os Amigos de 68, de Elena Diniz (Brasil, 2012); 18h30 – Praça do Largo de São Francisco de Assis – em frente ao IFCS - Espetáculos de Música, Teatro, Poesia e Audiovisual; Banda Kakumbu; Grupos teatrais: Caras Pintadas e Nós do Morro; Projeções: Fernando Salis; Participação especial: Jorge Mautner, Mano Melo e Mu Chebabi, Tadeu Mathias, Alex Frechette.

Dia 2/04 – QUARTA-FEIRA  

Entrada Franca

EXIBIÇÃO DE FILMES, PRECEDIDA DE CURTA-METRAGEM: Sala de projeção do IFCS – Largo de São Francisco de Assis, 1; 10h –  SALA 106 - Araguaya - A Conspiração do Silêncio, de Ronaldo Duque (Brasil, 2004); Curta-metragem: Choque, de Gladys Marginal Vândala Profissional, Ignez Amarildo de Sousa e Di Marighella (Brasil, 2013); 10h – SALA 113 - Cabra Marcado para Morrer, de Eduardo Coutinho (Brasil, 1984); Curta-metragem: Os Amigos de 68, de Elena Diniz (Brasil, 2012); 16h – SALA 106 - O dia que durou 21 anos, de Camilo Galli Tavares (México, 1971); Curta-metragem: Ninguém segura o Brasil, de Alfeu França (Brasil, 2009); 16h - SALA 113 - Batismo de Sangue, de Helvécio Ratton (Brasil, 2013); Curta-metragem:  Tear, de Taiane Linhares (Brasil, 2013).

DIA 4 DE ABRIL  - SEXTA-FEIRA

Entrada Franca

EXIBIÇÃO DE FILMES, PRECEDIDA DE CURTA-METRAGEM: Sala de projeção do IFCS – Largo de São Francisco de Assis, 1; 10h  - SALA 106 - O dia que durou 21 anos, de Camilo Galli Tavares (México, 1971); Curta-metragem: Ninguém segura o Brasil, de Alfeu França (Brasil, 2009); 10h - SALA 113 - Hercules 56, de Sílvio Da-Rin (BRASIL, 2006); Curta-metragem:  Projeto 68, de Julia Mariano (Brasil, 2007); 16h -  SALA 106 - Cidadão Boilesen, de Chaim Litewski (Brasil, 2009); Curta-metragem:  Tear, de Taiane Linhares (Brasil, 2013); 16h - SALA 113 - Condor, de Roberto Mader (Brasil, 2007); Curta-metragem:  Os Amigos de 68, de Elena Diniz (Brasil, 2012).

Tags: debates, filmes, fórum, golpe, jango, universidade

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.