Jornal do Brasil

Domingo, 26 de Outubro de 2014

Cultura

Marta Suplicy inaugura Feira do Livro de Bolonha

O Brasil é o país homenageado desta edição

Agência ANSA

A ministra da Cultura do Brasil, Marta Suplicy, abriu nesta segunda-feira a Feira Internacional do Livro Infantil e Juvenil de Bolonha, na Itália, evento que ocorre até 27 de março e que neste ano homenageia o Brasil.    

"É a segunda vez que somos o país homenageado nesta feira. No ano passado, também fomos homenageados, pela segunda vez, na Feira do Livro de Frankfurt. Isso mostra que a literatura brasileira, tal qual nosso país como um todo, desperta de forma muito significativa o interesse do mundo", destacou a ministra ao cortar a fita simbolizando a abertura da feira, o maior e mais importante evento de negócios do setor livreiro infantil e juvenil no mundo.    

Parte do estande brasileiro na Feira Internacional do Livro Infantil e Juvenil de Bolonha 
Parte do estande brasileiro na Feira Internacional do Livro Infantil e Juvenil de Bolonha 

Durante os quatro dias de evento, o Brasil estará representado em um estande coletivo de 160 m². O espaço vai contar com a presença de 39 editoras, reunidas por meio do Brazilian Publishers, projeto criado pela Câmara Brasileira do Livro (CBL) e pela Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (ApexBrasil) para a divulgação das obras nacionais no exterior. Para se ter uma ideia, em 2013 foram apenas 17 expositores.    

Neste ano, o ilustrador brasileiro Roger Mello conquistou o prêmio Hans Christian Andersen 2014, considerado o Nobel da literatura infantil e juvenil e que foi atribuído pela primeira vez em 1956. Mello foi o primeiro ilustrado brasileiro a receber o título. Antes dele venceram na categoria escritor Lygia Bojunga, em 1982, e Ana Maria Machado, em 2000. Roger Mello está entre os artistas brasileiros presentes em Bolonha e com trabalhos expostos na Feira. Além do artista premiado, também estão no evento mais de 50 escritores/ilustradores brasileiros, como Ziraldo, Angela Lago, Eva Furnari, Ana Maria Machado, Ruth Rocha e Rui Oliveira, entre outros.

Tags: Arte, cultura, itália, livros, ministra

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.