Jornal do Brasil

Domingo, 26 de Outubro de 2014

Cultura

Exposição com obras hiper-realistas atrai cariocas ao MAM

Extensas filas se formaram neste fim de semana

Jornal do Brasil

Extensas filas se formaram neste fim de semana no Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro (MAM), onde estão expostas as obras do australiano Ron Mueck. Até 1 de junho os cariocas e visitantes poderão se impressionar com nove obras de Mueck, que tem causado furor em galerias pelo mundo ao apresentar esculturas de cenas do cotidiano nas mais diversas escalas retratadas com extremo realismo.

Mueck mistura matérias como resina, fibra de vidro, silicone e acrílico, levando os expectadores a questionarem a noção de real. Detalhes como a cor dos pelos na perna dos personagens, veias e expressões impressionam. Apesar de algumas esculturas chegarem a quase três metros de altura, caso do casal de idosos recostado um no outro embaixo de um guarda-sol, a verossimilhança e o apreço aos detalhes aproxima o trabalho dos visitantes.

Entre os nove trabalhos da exposição destacam-se três obras confeccionadas especialmente para a mostra. Além disso, acompanha o trabalho um documentário de 50 minutos, batizado de “Still Life”, que mostra todo o solitário processo de composição de Mueck, que evita falar com a imprensa ou mesmo explicar o seu trabalho.

Pela primeira vez na América do Sul, a exposição já passou por Buenos Aires onde levou 160 mil pessoas a Fundação Proa. Antes disso a mostra chegou ao número recorde de 300 mil espectadores quando estreou em Paris.

O MAM funciona de terça a sexta entre 12h e 18h e nos sábados, domingos e feriados entre 12h e 19h. Os ingressos custam R$ 14 e estudantes e maiores de 60 anos pagam R$  7. Não há previsão de que a exposição percorra outras cidades brasileiras.

Tags: Arte, figuras, moderna, museu, reais, Rio

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.