Jornal do Brasil

Segunda-feira, 1 de Setembro de 2014

Cultura

Museu de São Paulo faz mostra com caricaturas de papa Francisco

Agência ANSA

Para comemorar o primeiro ano do pontificado do papa Francisco, o Museu de Arte Sacra de São Paulo exibirá a mostra "O Papa Sorriu", que reúne charges e caricaturas feitas por artistas brasileiros e estrangeiros sobre Jorge Mario Bergoglio.

A ideia de montar uma exposição sobre Francisco surgiu do desenhista e jornalista José Alberto Lovetro, presidente da Associação dos Cartunistas do Brasil. "A visita do Papa no ano passado, para a Jornada Mundial de Juventude (JMJ), inspirou dezenas de cartunistas. Notei que foram realizados trabalhos incríveis e resolvi reuni-los e enviá-los ao Vaticano", disse Lovetro, em entrevista à ANSA.

As caricaturas chegaram às mãos do papa Francisco no último dia 25 de fevereiro, com a ajuda do cardeal brasileiro Odilo Scherer. Ao ver os desenhos, o Pontífice caiu na gargalhada, chamando a atenção de toda a imprensa. "Foi uma satisfação constatar a reação de Francisco. Ele é muito receptivo", comentou Lovetro.

Segundo o presidente da Associação dos Cartunistas do Brasil, as charges e cartuns são importantes porque "servem de termômetro da opinião das pessoas sobre os fatos atuais e sobre o que elas estão vendo na rua".

 "As caricaturas e charges são uma arte de 200 anos e de leitura abrangente, com uma comunicabilidade forte. Os desenhos chamam a atenção até de quem não sabe ler e, através deles, é possível se comunicar com pessoas de diversos países e idiomas", afirmou Lovetro.

Ao todo, a exposição reúne cerca de 40 obras, a maioria de artistas brasileiros. Entre os nomes de destaque, a mostra exibe trabalhos de artistas conhecidos nacionalmente, como Baptistão, Carlos Amorim, Gilmar Fraga, Gustavo Paffaro, J. Bosco, Junior Lopes, Luiz Carlos Fernandes, Mônica Fuchshuber, Omar Figueroa Turcius, Quinho, Sergio Morettini e William Medeiros.

Tags: Arte, Charges, cultura, exposição, Francisco

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.