Jornal do Brasil

Sexta-feira, 25 de Julho de 2014

Cultura

Sessenta quadros roubados pelos nazistas são recuperados

Agência ANSA

A coleção de arte do alemão suspeito de possuir obras roubadas no período do Nazismo é maior do que se pensava. Foram encontradas mais 60 obras, que incluem exemplares de mestres da pintura como Monet, Picasso e Renoir. 

As obras recém descobertas foram encontradas no apartamento de Cornelius Gurlitt, 81 anos, em Salzburgo, na Áustria. No final do ano passado, já havia vindo à tona a descoberta de um acervo com cerca de 1500 obras de arte encontrado pela polícia alemã em seu apartamento em Munique. 

O porta-voz do alemão, o colecionador Stephan Holzinger, afirma que são infundadas as acusações de que as obras teriam sido roubadas dos nazistas. "Sob o pedido de Cornelius Gurlitt, especialistas examinaram as obras para verificar se faziam parte dos lotes roubados durante a Segunda Guerra. Foi estabelecido que as suspeitas não foram confirmadas", afirmou. De acordo com o jornal The Telegraph, Gurlitt é filho do negociador de artes que ajudou o regime nazista a vender no exterior obras de arte supostamente roubadas de museus europeus e de colecionadores judeus. (ANSA)

Tags: descoberta, guerra, hitler, obra, quadro

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.