Jornal do Brasil

Domingo, 31 de Agosto de 2014

Cultura

Exposição apresenta diversos ângulos do Rio

Agência Brasil

A exposição A Cara do Rio oferece ao espectador diversos ângulos e facetas da capital flumense, registrados a partir da memória afetiva ou visual de vários artistas. São, ao todo, 40 trabalhos assinados por nomes como Solange Palatnik,  Paulo Vilela,  Sonia Madruga, Carlomagno, Clare Caulfield, Fernando Duval, Mauricio Barbato, Paula Erber e Newton Lesme.

Desde 2003, a mostra coletiva anual ocorria no Centro Cultural Correios. Este ano, A Cara do Rioinaugurou ontem (8) a primeira galeria de arte da zona portuária carioca, atualmente em processo de revitalização. A Villa Olivia Artes está instalada em um antigo sobrado da Ladeira João Homem.

O desafio proposto pelo curador Marcelo Frazão aos 40 participantes da mostra foi o de responder, em linguagem artística, a pergunta: qual é a cara do Rio? A exposição, segundo Frazão, também tem o propósito de divulgar artistas que estão em atividade no Rio e que nem sempre têm espaço para exibir seus trabalhos.

“A ideia que permeia esta exposição não é apenas expor os trabalhos, mas também incentivar e dar suporte para novos colecionadores, ajudando na formação, organização, preservação ou conservação de suas coleções”, diz o curador, ex-professor de Gravura da Escola de Belas Artes da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

Meio escondido pelos edifícios altos do Centro que o rodeiam, o Morro da Conceição ainda conserva sobrados centenários, permanecendo como lugar de moradia, cercado por uma região hoje convertida em área de comércio e negócios. Por mais de três séculos, ele formou,  juntamente com os morros do Castelo e de Santo Antônio, já demolidos, e com o de São Bento, ainda existente, um quadrilátero de morros que dominavam a paisagem do centro do Rio.

A Cara do Rio 2014 poderá ser visitada até 3 de abril, de quarta a sábado, das 14h às 18h, com entrada franca. A Villa Olivia Artes fica na Ladeira João Homem, 13, no Morro da Conceição, atrás da Praça Mauá. 

Tags: é apenas, está, expor, exposição não, os trabalhos

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.