Jornal do Brasil

Quinta-feira, 2 de Outubro de 2014

Cultura

Festival integra arte e tecnologia em Brasília

Agência Brasil

As linguagens artística e científica repartindo espaço. Essa é a proposta do 1º Festival Internacional de Arte e Tecnologia. Visitantes podem jogar videogame, saber mais sobre RPG (um tipo de jogo em que pessoas representam personagens), debater sobre os assuntos em mesas-redondas, assistir a uma peça de teatro que usa recursos tecnológicos, vestir roupas com sensores eletrônicos e conhecer um aparelho que traduz ondas cerebrais em imagens e sons. O evento ocorre no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB).

As degustações, oficinas e discussões relacionadas a jogos eletrônicos e RPG atraem pessoas como o estudante de música Lucian Lorens, de 20 anos. Ele pretende terminar até junho seu primeiro jogo, criado com o auxílio de um programa disponível para download na internet. “Gosto de jogar desde os 3 anos de idade. Tenho muita vontade de trabalhar com isso. Por ser uma coisa que você gosta, é um trabalho que se torna divertido”, disse.

O interesse pela área é tanto, que, até o fechamento desta matéria, Lucian era lider de pontuação no ranking de um jogo criado pela organização do Festival de Arte e Tecnologia para estimular a participação. “É um aplicativo em que quanto mais você comenta sobre as atividades do evento, mais ganha pontos. Se fizer check in [compartilhar a localização] ao comentar, ganha mais. Se não, ganha só a metade”, explicou. O prêmio para o vencedor do jogo é uma bolsa integral para estudar jogos digitais no Centro Universitário do Distrito Federal (UDF).

A paixão por jogos também levou o estudante Yuri Okuno Passos, 14 anos, ao festival. Segundo a dona de casa Rebeca Okuno, de 31 anos, mãe de Yuri, o menino, que é autista, pediu para visitar o evento. “Ele viu na televisão e quis vir. Se deixar, ele joga o tempo todo em casa”, disse. Yuri experimentou o equipamento que cria a neuropaisagem cinestésica, uma reprodução das ondas cerebrais em cores e sons. Na tela, o roxo representa tranquilidade e o verde tensão. Linhas pretas indicam um esforço de raciocínio. “Achei massa”, comentou o adolescente.

A programação teatral e a relacionada a jogos eletrônicos e de RPG vai somente até amanhã (19). A peça de teatro Um-Fausto, baseada no poema Primeiro Fausto, de Fernando Pessoa, e que traz recursos de vídeo, terá uma exibição neste sábado às 20h e outra no domingo, às 19h. Já os equipamentos que misturam arte e ciência, como o utilizado por Yuri, estão na exposição Reengenharia dos Sentidos, que faz parte do festival, e podem ser visitada até domingo que vem (26).

Tags: Arte, Brasília, cinema, cultura, lazer

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.