Jornal do Brasil

Sexta-feira, 29 de Agosto de 2014

Cultura

Projeto leva poesia de Drummond, Bandeira e Quintana para teatro 

Agência Brasil

Em pleno verão carioca, uma sequência de espetáculos teatrais propõe levar o espectador a um mergulho na poesia. O projeto Trilogia Poética, que ocupa a partir da próxima quarta-feira (15/01) o Centro Cultural Midrash, no Leblon, Zona Sul da cidade, apresentará a cada 15 dias uma peça dedicada a um de três grandes poetas brasileiros: Carlos Drummond de Andrade, Mario Quintana e Manuel Bandeira.

A ideia partiu do ator e dramaturgo Marcos França, que pretende com a trilogia marcar seus 25 anos de carreira. “O objetivo é levar ao palco toda a essência desses poetas e desvendá-los para as novas gerações. Mostrar que a poesia está em toda a parte, 'tanto nos amores, como nos chinelos', como dizia Bandeira, ou 'numa moedinha perdida', como Quintana”, destacou Marcos França.

Em sua trajetória, França já levou ao teatro, em musicais de sua autoria, a obra de três grandes compositores da música popular brasileira: Mário Lago, Antonio Maria e Ary Barroso. Como ator, também atuou em peças que abordavam personagens da história do país, como O tiro que mudou a história, sobre Getulio Vargas, eTiradentes, a inconfidência no Rio, ambas em 1992.

O espetáculo que inaugura a Trilogia Poética no dia 15, às 20h30, é Um homem por trás dos óculos – Um olhar sobre 7 faces da obra de Carlos Drummond de Andrade. Na peça, Marcos França contracena com a atriz Elisa Ottoni para percorrer sete facetas da obra do poeta, incluindo algumas de suas crônicas e trechos de entrevistas que ele deu ao longo da vida.

Já para dar forma à peça Aprendiz de feiticeiro – um encontro poético entre Mario Quintana e sua personagem, Lili, o dramaturgo pesquisou dez livros do poeta gaúcho. “Criei um diálogo com a Lili [interpretada pela atriz Eliane Carmo], personagem recorrente da obra de Quintana. É uma conversa com a filha que ele não teve, com a sua infância”, disse França. O espetáculo estreia no dia 29 de janeiro.

Em Caminho para Pasárgada, que será apresentado a partir de 12 de fevereiro, o dramaturgo e ator usou como ponto de partida o livro autobiográfico de Bandeira, Itinerário de Pasárgada. Depois, 11 livros do poeta pernambucano deram forma ao texto, entre eles Cinza das HorasLibertinagem e Belo, belo. "A poesia musicada de Bandeira ganha destaque na peça", antecipou França.

Os três espetáculos serão apresentados às quartas e quintas-feiras, às 20h30, com ingressos a R$ 20. O Centro Cultural Midrash fica na Rua General Venâncio Flores, 184, no Leblon, zona sul do Rio.

Tags: leblon, poética, Rio, teatro, trilogia

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.