Jornal do Brasil

Domingo, 23 de Novembro de 2014

Cultura

Morre aos 66 anos o cantor Nelson Ned

Jornal do Brasil

Morreu neste domingo, aos 66 anos, o cantor Nelson Ned. Ele tinha sido internado na tarde deste sábado no Hospital Regional de Cotia (SP). De acordo com informações da Secretaria da Saúde do Estado de São Paulo, ele foi diagnosticado com quadro grave de pneumonia.

Nascido em Ubá, na Zona da Mata, o "pequeno gigante da canção", apelido que recebeu por seu 1m12 de altura, se consagrou na década de 60 como uma das vozes românticas mais famosas do Brasil, e seu sucesso internacional veio com a gravação de vários discos em espanhol. Teve composições gravadas por Agnaldo Timóteo e Moacyr Franco, entre outros cantores.

Ídolo em países como Argentina, México e Colômbia, Nelson Ned enfrenta problemas de saúde há vários anos e que se agravaram em 2003 quando sofreu um acidente vascular cerebral (AVC).

Nelson Ned morreu aos 66 anos
Nelson Ned morreu aos 66 anos

Como consequência do AVC, o intérprete de Tudo Passará - música regravada mais de quarenta vezes - perdeu a visão de um olho e precisa se locomover com a ajuda de uma cadeira de rodas, além de enfrentar diabetes, hipertensão arterial e foi diagnosticado também com Mal de Alzheimer em fase inicial. Desde o ano passado, ele vive em uma clínica de repouso.

Ned se converteu nos anos 90 à religião evangélica e passou a interpretar com sucesso músicas do gênero religioso, também em português e espanhol. Em 1996, lançou a biografia O Pequeno Gigante da Canção.

Com 45 milhões de cópias de discos vendidos em todo o mundo, o artista foi o primeiro latino-americano a vender um milhão de discos no mercado dos Estados Unidos, onde se apresentou junto com o espanhol Julio Iglesias e o americano Tony Bennett e no qual encheu três vezes o mítico Carnegie Hall, em Nova York.

Com Portal Terra

Tags: cantor, morte, nelson, pequeno, pneumonia

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.