Jornal do Brasil

Domingo, 20 de Abril de 2014

Cultura

Ex-contador do Pearl Jam declara-se culpado de roubar US$ 380 mil

Rickey Goodrich foi gerente financeiro da empresa Curtis Inc., que administra a carreira da banda

Portal Terra

Um ex-funcionário do Pearl Jam se declarou culpado por ter roubado US$ 380 mil do grupo grunge. De 2006 a 2010, Rickey Charles Goodrich foi gerente financeiro da empresa Curtis Inc., que administra a carreira da banda, quando seus membros desconfiaram da falta de dinheiro.

Segundo o jornal Seattle Weekly, Eddie Vedder e seus companheiros contrataram um investigador para chegar “os problemas de movimentações de dinheiro” de Goodrich e descobriram que diversas transferências bancárias da empresa foram usadas para pagar suas próprias dívidas.

Goodrich responde a 33 acusações de roubo, em processo de junho de 2012. Segundo os promotores, ele usou o dinheiro para pagar dívidas, além de férias e vinhos caros.

A banda percebeu problemas administrativos a partir do fim de 2009 e no fim da turnê do disco Backspacer, em maio de 2010, quando o gerente disse ter pagado US$ 15 mil de bônus à equipe técnica. O dinheiro foi prontamente negado pelos funcionários. A polícia de Seattle abriu a investigação em janeiro do ano seguinte.

Já condenado, Goodrich devolveu US$ 125 mil e concordou em pagar mais R$ 181 mil antes da sentença ser anunciada, em 21 de fevereiro. 

Tags: dinheiro, grunge, jam, pearl, ROUBO

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.