Jornal do Brasil

Sexta-feira, 18 de Abril de 2014

Cultura

'Feira de Saberes' leva cultura popular ao Centro Cultural Ação da Cidadania

Jornal do Brasil

O Centro Cultural Ação da Cidadania abre as portas no dia 14 de dezembro para a “Feira de Saberes Populares”. A segunda edição é um desenvolvimento da Campanha Natal Sem Fome, criada pelo sociólogo e ativista de direitos humanos Herbert de Souza, o Betinho, fundador da ONG Ação da Cidadania, na década de 1990. A feira conta com a presença de expositores formados em cursos de capacitação desenvolvidos pela Ação da Cidadania. Os expositores disponibilizarão para venda produtos criados com base nos segmentos de cultura popular regional, dentre roupas, artigos de decoração e gastronomia.

“A Campanha contra a fome cumpriu seu objetivo a partir do momento em que a mobilização popular se tornou preocupação do Governo Federal criando políticas de distribuição de renda. Nosso objetivo agora é acompanhar o desenvolvimento e a prática destas políticas em bolsões de pobreza, identificando, orientando e encaminhando famílias para que possam participar dos programas que têm direitos”, conta Ana Paula Souza, coordenadora de Ações Culturais.

Também estarão presentes na feira representantes de Pastorais Sociais, como a “Pastoral da Criança”, instituições beneficentes parceiras do projeto, a organização social “DAL – Descobrindo a América Latina”, apresentações de danças populares e griôs, apresentação de Tango com a professora Anna Clasper, atividades culturais simultâneas, apresentação teatral com o grupo Massa, feira gastronômica com exposição de pratos de diversos países da América Latina, além da presença de Daniel de Souza, filho do sociólogo Herbert de Souza e Assessor Especial da Ação da Cidadania.

“O final do ano da Ação da Cidadania sempre foi marcado por um evento importante, que era o Natal Sem Fome e depois o Natal Sem Fome dos Sonhos. Eram eventos de arrecadação em massa e de visibilidade nacional. Quando o Comitê Rio decidiu que não faria mais sentido fazer campanhas no final do ano, pois todos estavam fazendo isso e também porque a fome não era mais a emergência de 1992, ficou faltando uma ação, um evento para o final do ano. Este evento passou a ser a Feira dos Saberes, com uma inversão simbólica muito importante: em vez dos comitês receberem comida, brinquedos ou livros no final do ano, eles mesmos produzem produtos para mostrar e vender. É a concretização do novo paradigma da Ação da Cidadania no Rio: sai o assistencialismo puro e entra a produção que cada comitê tem à oferecer, feito pelos comitês, para o público em geral. Os comitês que tanto receberam durante o Natal Sem Fome, agora oferecem o fruto de seu trabalho.” conta Daniel de Souza.

Tags: ação, betinho, Cidadania, feira, ONG

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.