Jornal do Brasil

Terça-feira, 23 de Setembro de 2014

Cultura

A Rainha do Pop chega aos 54 anos cheia de gás 

Madonna voltará pela terceira vez ao Brasil com seu novo show, MDNATour

Jornal do Brasil

Ela tem o mesmo nome da representação artística da Virgem Maria, mãe de Jesus Cristo. Na prática, porém, são personagens bem distintas. Noiva, virgem, mãe, corajosa, loira, morena, ruiva, sexy, ambiciosa, segura de si, ícone, diva, famosa por seus amores. Madonna Louise Veronica Ciccone faz 54 anos hoje (16) e mostra que tem fôlego para reinar, absoluta, por muito tempo.

A cantora, que já se apresentou duas vezes no Brasil, volta ao país com seu novo espetáculo, MDNATour, nos dias 2 de dezembro (Rio, na Cidade dos Atletas), 4 e 5 de dezembro (Sao Paulo, no Estádio Morumbi) e dia 9, em Porto Alegre, no Estádio Olímpico. Os shows têm gerado muita expectativa por conta da superprodução e de suas atitudes, como strip-teases e vídeos com mensagens políticas. A procura tem sido grande e alguns setores já estão esgotados

Além de cantora, é compositora, atriz, empresária, escritora e produtora musical nasceu em 1958, em Bay City, no estado de Michigan, Estados Unidos. Desde cedo se aproximou das artes, nas aulas de piano e dança. Em 1977, deixou a Universidade de Dança e foi atrás de seu sonho: virar uma estrela. Fez backing vocal na banda do cantor francês Patrick Hernandez, realizou seu primeiro filme, A Certain Sacrifice, tocou bateria no conjunto The Breakfast Club. Everybody, seu primeiro single, foi lançado em 1982, e no ano seguinte veio o primeiro álbum, Madonna.

Com personalidade e atitude, a popstar fez sucesso ao longo de seus 30 anos de carreira com os discos Like a Virgin (1984), True Blue (1986), Like a Prayer (1989), I´m Breathless (1990),  Erotica (1992), Bedtimes Stories (1994), Ray of Light (1998), Music (2000), American Life (2003), Confessions on a dance floor (2005), Hard Candy (2008) e MDNA (2012). Cada um deles com um visual, contexto e polêmicas diferentes.

Madonna sempre falou com naturalidade sobre temas que mexem com as estruturas da sociedade. Religião, sexo, política, causa gay. Abusou de quebrar tabus. Suas ações, porém, não são uma unanimidade. Nas últimas semanas, ela despertou a ira do vice-primeiro-ministro russo, Dmitry Rogozin, e da ex-candidata à presidência francesa, Marine Le Pen, por defender opiniões políticas consideradas delicadas em seus shows. Sua intenção não é gerar inimigos, e sim defender ideais.

“Como artista inquieta que é, creio que seu grande desafio é colocar o mundo para pensar diversas possibilidades sobre os assuntos que ela propõe”, define o jornalista Daivson Pereira dos Santos.

O Reinado e as influências

Madonna quebrou recordes de bilheteria em suas turnês, vendeu mais de 300 milhões de discos e arrasta milhares de fãs de todas as idades a seus concorridos shows. Segundo o DJ Rafael Augustto, ela é sempre assunto. Criador-editor do  MadonnaOnline, um site-blog com uma média de 500 mil visitas mensais, com 11 anos de existência, Augustto segue de perto a carreira da artista.

“Ela passou por transformações na carreira ao longo dos anos, acompanhou o crescimento de seu público e a evolução do mundo”, exulta ele, criador do projeto FESTONNA, uma festa mensal com hits da popstar que acontece no Rio e em São Paulo.

A cada disco, clipe, aparição, Madonna cria um novo visual. Suas mudanças ditam moda. Ela já transitou pelo universo country, pelas culturas orientais e indianas ou pela black music, invariavelmenteencarnando personagens e estilos.

A biomédica Renata Angeli, que aprendeu a falar inglês para entender o que a artista cantava, fala da influência que sofreu da estrela. “Nasci quando Madonna lançava Holiday! Aos 5 anos já dançava e cantava Material Girl, fazendo a coreografia. Cresci e a vi crescer. E hoje, com 31 anos, não posso imaginar minha vida sem ela", ela diz.

Apesar das polêmicas, a cantora também levanta bandeiras de defesa humanitária. Além de seus dois filhos, Lourdes Maria e Rocco, ela adotou duas crianças, Mercy James, e David, do Malauí, país pobre do sul da África. Adepta da cabala, ajudou a disseminar a religião mundialmente.                                     

Madonna chega aos 54 anos se misturando à história da música mundial. Sucessos como Vogue e Like a Prayer fazem parte da vida de muita gente. Ela consegue ser várias mulheres em uma só e suas atitudes lhe alçaram ao título de Rainha do Pop. 

Capaz de inserir um toque de ironia e revolução nas situações mais banais, a cantora é uma rebelde com causa. Como ela mesma interpreta na canção Give it 2 me, “ninguém vai me parar”. Uma coisa é certa, Madonna sempre consegue se reinventar. (Pedro Rocha)

 

Tags: aniversário, cantora, Madonna, polêmica, sucesso

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.