Jornal do Brasil

Quarta-feira, 18 de Julho de 2018 Fundado em 1891

Esportes - Copa do Mundo

Líderes, Japão e Senegal empatam em 2 a 2

Jornal do Brasil GUILHERME BIANCHINI

Apontados como franco-atiradores do Grupo H, Japão e Senegal mostraram que não é bem assim. Depois de vencerem na estreia, ambos travaram duelo bastante equilibrado em Ecaterimburgo e empataram em 2 a 2. Melhores no primeiro tempo, os senegaleses abriram o placar no começo, mas viram os japoneses igualarem o marcador ainda na etapa inicial. O Japão cresceu na partida e controlou as ações na segunda etapa. Chegou a ficar novamente atrás, mas Honda marcou o gol que deixou as duas equipes com quatro pontos na tabela.

Organizada como na estreia, a seleção de Senegal optou por uma marcação mais agressiva no começo do jogo, para dificultar a ação dos meio-campistas japoneses. Os africanos aproveitavam a superioridade na força física e na velocidade para ditar o ritmo. Hoje sozinho no ataque, Niang era o mais participativo, sempre procurado pelos laterais e pontas.

Em jogada bem trabalhada pela direita, aos 11 minutos, Wagué cruzou e Haraguchi afastou muito mal de cabeça. Com espaço, Sabaly chutou em cima de Kawashima, mas o goleiro espalmou em cima de Mané, que contou com um misto de oportunismo e sorte para abrir o placar.

>> Veja tabela do Grupo H

O Japão evoluiu após o gol e equilibrou a partida, mas seguia esbarrando na solidez da dupla Salif Sané e Koulibaly. Só aos 34 que os asiáticos conseguiram a primeira finalização no alvo. E já foi suficiente. Nagatomo avançou até a área para receber lançamento de Shibasaki, e o domínio errado acabou enganando os dois marcadores próximos. O lateral deixou para Inui, que ainda ajeitou antes de bater colocado no canto esquerdo do goleiro: 1 a 1.

Mais exposto aos contra-ataques, a seleção japonesa quase sofreu o segundo logo depois, aos 39. Niang ficou frente a frente com Kawashima, mas o goleiro se redimiu da falha e fez boa defesa.

A história do primeiro tempo prosseguiu na etapa final. Aos poucos, o Japão foi tomando o controle da partida. Osako desperdiçou a grande chance da virada aos 15, quando Shibasaki cruzou rasteiro e o atacante furou, sozinho na pequena área.

Aos 19, outra ótima oportunidade, novamente em um chute colocado de Inui. Osako deu toque de calcanhar e o camisa 14 carimbou o travessão de N’Diaye. As chances perdidas custaram caro. Aos 26, Sabaly girou em cima da marcação pela esquerda e bateu para o meio da área. Niang desviou de leve e Wagué chegou com tudo para fuzilar de primeira e recolocar Senegal na frente.

Mas os japoneses não desistiram. Depois de quase empatar aos 30, em chute bloqueado por Salif Sané, a igualdade voltou ao placar aos 33. Inui evitou aproveitou saída errada de N’Diaye e cruzou rasteiro para a área. Honda, que havia entrado pouco antes, bateu de primeira e garantiu o empate.

Senegal: Khadim N’Diaye; Wagué, Salif Sané, Koulibaly e Sabaly; Alfred N’Diaye (Kouyaté), Sarr, Gueye, Badou N’Diaye (N’Doye) e Mané; Niang (Diouf).

Japão: Kawashima; Sakai, Yoshida, Shoji e Nagatomo; Hasebe, Shibasaki, Haraguchi, Kagawa (Honda) e Inui (Usami); Osako (Okazaki).

Juiz: Gianluca Rocchi (Itália).

Cartões amarelos: Niang e Sabaly; Inui e Hasebe.



Tags: copa, futebol, japão, mundial, mundo, rússia, senegal

Compartilhe: