Jornal do Brasil

Quarta-feira, 22 de Novembro de 2017

Colunistas - Comunidade em pauta

Tem dinheiro para jatinho, mas não tem para educação

Jornal do BrasilWalmyr Junior 

Dois milhões e meio de reais para alugar um jatinho e a Uerj fechada; R$ 2,5 milhões para alugar um jatinho e muitos funcionários públicos ainda estão sem receber; R$ 2,5 milhões para alugar um jatinho e o SUS sem vaga de atendimento, com aparelhos quebrados e com ausência de médicos e servidores; R$ 2,5 milhões para alugar um jatinho e as cadeias estaduais lotadas com excedente de encarcerados sem dignidade e possibilidades de buscar uma reinserção social; R$ 2,5 milhões para alugar um jatinho e o Estado falido. 

Dia após dia o governador do Estado do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão, se afunda em contradições. A última que ele aprontou está em torno da licitação de aluguéis de jatinhos particulares. É isso, o governador vai pagar para ficar viajando por aí, no mais alto luxo, às custas do povo e da precarização dos serviços públicos. 

A quadrilha estruturada dentro da máquina pública continua usurpando os nossos direitos e nosso dinheiro. Esse governo é o mesmo que deixou nosso estado nesta crise. Não esqueçamos que o líder desse grupo, o ex-governador Sergio Cabral, ainda continua desfrutando dos seus rios de dinheiro roubado do povo, haja vista que o luxo que vive a família de Cabral. Suas mordomias e confortos continuam iguais a antes. Mesmo depois de tanta denúncia e apreensão de riquezas, vemos que o dinheiro que esse senhor roubou não acaba.

O dinheiro que será gasto com jatos poderia muito bem ser revertido para as instituições de ensino superior administradas pelo Governo do Estado. A Uerj beira a falência, a Uenf está quase de portas fechadas, e a Uezo, bem essa nunca viu investimento de fato e está cada dia mais precarizada. 

Resta-nos descruzar os braços e não permitir que essa farra continue. A mobilização popular é a resposta contra esse disparate.

*Walmyr Junior é morador de Marcílio Dias, no conjunto de favelas da Maré, é professor, membro do MNU e do Coletivo Enegrecer. Atuou como Conselheiro Nacional de Juventude (Conjuve). Integra a Pastoral Universitária da PUC-Rio. Representou a sociedade civil no encontro com o Papa Francisco no Theatro Municipal, durante a JMJ

Tags: artigo, comunidade, junior, pauta, walmyr

Compartilhe: