Jornal do Brasil

Quarta-feira, 30 de Julho de 2014

Colunistas - Comunidade em pauta

Mulheres em rede pensando a cidade

Jornal do BrasilMônica Francisco*

O projeto mulheres em rede realizou nesta sexta-feira um encontro entre mulheres de favelas do Rio de Janeiro. O encontro é parte de uma estratégia de fortalecimento das ações que cada mulher realiza nas suas áreas de atuação, seja na favela ou fora dela.

Realizado nas favelas do Borel, da Ladeira dos Tabajaras e do Cantagalo, da Casa Branca, da Chácara do Céu, da Formiga, do Santa Marta e Rocinha tem trazido discussões sobre o processo de violação dos direitos humanos, como os efeitos causados pelo encarecimento das áreas com UPPs. 

A atriz Jana Guinond, a chefe de cozinha Regina Tchelly, a pesquisadora Irene Rosseto do laeser/UFRJ, a assistente social Priscila Pereira e a gestora pública, lotada na Secretaria de estado de Assistência Social e Direitos Humanos do estado do Rio de Janeiro, Rute Sales, apresentaram dados e experiências pessoais e profissionais, que evidenciam ainda uma distância considerável entre homens brancos, mulheres brancas e as mulheres negras em todas as áreas da sociedade.

Mônica Francisco
Mônica Francisco

Ainda hoje, segundo Irene Rosseto, entram na universidade 19 homens brancos contra 9 mulheres negras. Isso nos mostra o quanto ainda é necessário avançar na luta pela efetivação e garantia dos direitos para as mulheres negras, maioria entre a população e vivendo nas áreas mais vulneráveis da cidade.

"A nossa luta é todo dia e toda hora. Favela é cidade. Não à GENTRIFICAÇÃO ao RACISMO, ao RACISMO INSTITUCIONAL, ao VOTO OBRIGATÓRIO e à REMOÇÃO!"

*Representante da Rede de Instituições do Borel, Coordenadora do Grupo Arteiras e Consultora na ONG ASPLANDE

Tags: coluna, Francisco, JB, monica, texto

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.