Jornal do Brasil

Sábado, 22 de Novembro de 2014

Rio

O aniversário é do PAC, mas o bolo fica com a Rocinha

Jornal do BrasilDavison Coutinho*

Em março de 2008, os governos federais e estaduais prometiam um projeto revolucionário na Rocinha, chamado de PAC 1 – Programa de Aceleração do Crescimento. A ideia promissora encantou todos os moradores da Rocinha, folhetos com o projeto eram distribuídos pela comunidade, a aceitação era excelente. Porém, passaram-se exatamente 4 anos, tempo do mandato de um governador, ou metade do tempo para um governador reeleito, e o que recebemos não chegou a 30% do que nos foi prometido.

Davison Coutinho
Davison Coutinho

O hospital tanto ostentado nas campanhas pelos governantes se tornou uma UPA com atendimento prejudicado, O plano inclinado nem saiu do papel, a creche modelo do PAC depois de muito esforço está prestes a ser inaugurada para nada, já que o ano letivo da prefeitura já se iniciou. Podemos falar ainda da revitalização de uma das principais ruas da comunidade, o histórico Largo do Boiadeiro, onde funciona a feira aos domingos, o local é tomado por valas e esgotos com fezes correndo no chão. A previsão inicial do término dessas obras era 2010, mas até hoje, nada foi iniciado.

O sentimento geral dos moradores é de tristeza e incredibilidade, não confiam mais nas palavras do governo, que ainda não terminou as obras do PAC 01 desde 2008. O que nos revolta é saber que em pleno século XXI a Rocinha e várias outras comunidades ainda não tem o direito básico: saneamento básico. A comunidade se transformou, e não vamos mais aceitar o que eles querem, e se for pra brigar e defender os nossos direitos, vamos para as ruas com toda a garra e com o toda esperança de uma comunidade melhor.Será que poderemos confiar em mais um PAC, será que novamente seremos abandonados com obras inacabadas? Precisamos ser ouvidos! Precisamos informar e exigir as nossas prioridades. Afinal,que obras de transformação são essas, onde a grande parte dos moradores continua morando em situação desumana?

São 4 anos de mentiras, o povo sendo enganado pelo governo. Prazos sempre revistos e se arrastando, a cada nova cobrança, novos prazos que nunca são cumpridos. E o governo vem anunciando o PAC 2, com um teleférico como principal atrativo, atrativo esse que levará um terço do dinheiro destinado à comunidade. O saneamento básico, alvo de luta há anos pelos moradores da Rocinha, mais uma vez está ficando pra trás, e por volta disso enxergamos uma guerra política motivada pela aproximação das eleições. O aniversário é do PAC, mas o “bolo” mais uma vez fica com a Rocinha.

Matéria escrita em colaboração com o amigo e jovem liderança comunitária Denis Neves.

*Davison Coutinho, 24 anos, morador da Rocinha desde o nascimento. Bacharel em desenho industrial pela PUC-Rio, Mestrando em Design pela PUC-Rio, membro da comissão de moradores da Rocinha, Vidigal e Chácara do Céu, professor, escritor, designer e liderança comunitária na Comunidade, funcionário da PUC-Rio

Tags: ciomunidade, Governo, prazos, prioridades, volta

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.