Jornal do Brasil

Sábado, 18 de Agosto de 2018 Fundado em 1891

Ciência e Tecnologia

Lançados dois satélites que vão supervisionar água da Terra

Jornal do Brasil

Se hoje é possível quantificar com precisão a quantidade de gelo derretido na Groenlândia e na Antártica, é graças a dois satélites lançados em 2002 pela Nasa e pelo Centro Alemão de Pesquisas em Geociências (GFZ), que foram substituídos nesta terça-feira (22) por um par mais moderno.

Um foguete reutilizável Falcon 9 da empresa privada SpaceX decolou sem problemas da base americana de Vandenberg, na Califórnia, carregada com os dois novos satélites, bem como com cinco satélites da rede de comunicação Iridium.

A missão foi nomeada GRACE-FO e substitui a missão GRACE (2002-2017).

O foguete colocará primeiro, após 11 minutos de voo, os satélites da missão GRACE-FO e, em seguida, os satélites Iridium, cerca de uma hora depois.

Água subterrânea, oceanos, lagos, rios e mantos de gelo serão monitorados pelo Seguimento do Experimento Climático e Recuperação da Gravidade (GRACE-FO, na sigla em inglês).

A Nasa investiu US$ 430 milhões (R$ 1,58 bilhão) na missão e a Alemanha, cerca de US$ 91 milhões (R$ 335 milhões).

A primeira missão GRACE deu aos cientistas uma coleção valiosa de dados sobre a retração permanente da massa de gelo na Antártica e na Groenlândia, e gerou informação utilizada em milhares de artigos científicos, informou a Nasa.

"A água é crucial para todos os aspectos da vida na Terra - a saúde, a agricultura e a manutenção do nosso estilo de vida", explicou Michael Watkins, chefe científico da missão GRACE-FO e diretor do Laboratório de Propulsão a Jato de Pasadena, Califórnia.

"Não se pode gerenciá-la bem até que se possa medi-la. A GRACE-FO fornece um meio único de mensurá a água em muitas de suas fases, permitindo-nos gerenciar os recursos hídricos de forma mais eficaz", concluiu.

Agência AFP


Compartilhe: