Jornal do Brasil

Quinta-feira, 19 de Abril de 2018 Fundado em 1891

Ciência e Tecnologia

Zoo do México se nega a transferir ursa polar para melhor refúgio, denuncia ONG

Jornal do Brasil

Michoacán, um estado muito quente do Oeste do México, abriga há vários anos uma ursa polar em um zoológico que não tem as condições necessárias e se recusa a aceitar a transferência para um refúgio melhor na Inglaterra, denunciou a ONG canadense Zoocheck.

"O governo de Michoacán e o Zoológico de Michoacán rompem um convênio internacional, sabotando a oportunidade de Yupik viver em um local adequado para ela", denunciou a ONG.

Yupik nasceu no Alasca, mas ficou órfã aos quatro meses, quando um caçador matou sua mãe. Em 1992, o Zoológico de Morelia, capital de Michoacán, solicitou a criação e as autoridades americanas autorizaram um empréstimo a longo prazo, desde que fossem preservadas as condições para a manutenção de ursos polares.

Após uma revisão médica autorizada em 2016, os veterinários diagnosticaram que Yupik sofre as consequências de uma infecção que não recebeu o atendimento apropriado por anos, de viver em um clima quente e de permanecer confinada em um espaço pequeno e inadequado para a espécie.

Em novembro de 2017, o Zoológico de Morelia e o governo do estado assinaram um convênio para a transferência e entrega definitiva de Yupik ao parque Yorkshire Wildlife, na Inglaterra, onde teria uma subsistência adequada a suas necessidades. Todos os gastos seriam pagos pela Zoocheck.

"Mas sem aviso prévio e duas semanas antes da data programada de 9 de março para a transferência de Yupik, o governador de Michoacán, Silvano Aureoles, tomou a decisão unilateral de deixar Yupik no Zoológico de Morelia. Sem apresentar nenhuma justificativa fundamentada (...) pretende não cumprir os compromissos assinados', afirmou a Zoocheck.

Agência AFP


Tags: animais, autoridades, caça, convênio, decisão

Compartilhe: