Jornal do Brasil

Segunda-feira, 21 de Maio de 2018 Fundado em 1891

Ciência e Tecnologia

Pavilhão faz lembrar buraco negro 

Jornal do Brasil

Na véspera dos Jogos Olímpicos de Inverno 2018 na cidade sul-coreana de Pyeongchang, foi construído um pavilhão coberto por um material conhecido como Vantablack Vbx2, que absorve mais de 99 % da luz e é considerado a substância mais negra do mundo. O Vantablack consiste de nanotubos de carbono e, para fabricá-lo, foram utilizadas grandes quantidades de papel de alumínio.

É tão escuro que os olhos humanos não conseguem distinguir o que está diante deles, sendo que o contorno se vê desfocado. Visualmente pode ser comparado com um buraco negro.

Vantablack consiste de nanotubos de carbono

O pavilhão de Pyeongchang é uma estrutura temporária do gigante automobilístico Hyundai e foi desenhado pelo arquiteto britânico Asif Khan.

A fachada da instalação conta com centenas de lâmpadas que imitam estrelas no céu noturno. À primeira vista, as paredes do edifício parecem retas, mas na verdade são côncavas.

Sputnik

Sputnik


Tags: alumínio, arquitetura, luz, olhos, vantablack, visão

Compartilhe: