Jornal do Brasil

Quinta-feira, 24 de Maio de 2018 Fundado em 1891

Ciência e Tecnologia

Cientistas cultivam óvulos humanos em laboratório pela 1ª vez

Especialistas conseguiram preservar óvulos até a maturidade

Jornal do Brasil

Pela primeira vez na história, cientistas britânicos e norte-americanos cultivaram óvulos humanos em laboratório até a maturidade, ou seja, quando estão prontos para serem fecundados.

Este feito inédito, que foi publicado na revista científica "Molecular Human Reproduction", tem potencial para poder ajudar no prolongamento da fertilidade feminina.

Os óvulos desenvolvidos em laboratórios também serão úteis para mulheres com câncer que desejam ter filhos depois de passarem por quimioterapia. A novidade pode ajudar ainda mulheres inférteis ou que sofrem de menopausa precoce.

Óvulo pode ajudar mulheres inférteis ou que sofrem de menopausa precoce

A descoberta é capaz de desencadear novos tratamentos, formas de maternidade e desempenhar um papel importante na medicina regenerativa.

Para alcançar o resultado, foram mais de 30 anos de estudo para reproduzir os oócitos femininos. Anteriormente, estes testes só tinham sido bem sucedidos em ratos.

"Ser capaz de desenvolver plenamente óvulos humanos em laboratório pode ampliar o alcance dos tratamentos de fertilidade disponíveis e, agora, estamos trabalhando para otimizar as condições para o seu desenvolvimento", disse a professora Evelyn Telfer, uma das líderes da pesquisa.



Tags: ciência, câncer, fecundação, história, laboratório, óvulos humanos

Compartilhe: