Jornal do Brasil

Domingo, 19 de Novembro de 2017

Ciência e Tecnologia

Profissionais comemoram o Dia do Médico e exaltam a prática da profissão

Dia 18 de outubro foi a data escolhida para homenagear São Lucas

Jornal do Brasil

Eles estão presentes nos principais momentos das nossas vidas, afinal de contas, as primeiras mãos que nos tocam quando chegamos ao mundo é a de um médico. É para eles que corremos quando temos problemas de saúde, física ou psiquiátrica. São eles que trabalham dia após dia buscando uma forma de melhorarem nossa qualidade de vida. Nesta quarta-feira (18), é comemorado o Dia do Médico, e eles merecem todas as homenagens, e talvez ainda sejam poucas.

A data, 18 de outubro, foi escolhida por ser quando é comemorado o Dia de São Lucas, chamado pelo apóstolo Paulo como o “amado médico”. Segundo a tradição cristã, ele era médico, além de pintor, músico e historiador, e teria estudado medicina em Antioquia.

O Dr. Antonio Egídio Nardi, psiquiatra, membro titular da cadeira número 3da Academia Nacional de Medicina (ANM), entidade centenária fundada em 30 de junho de 1829, quando o imperador D. Pedro I, com o intuito de contribuir para o estudo, a discussão e o desenvolvimento das práticas da medicina, cirurgia, saúde pública e ciências afins exaltou a data e disse que todas as pessoas devem comemorar a data, pois a medicina tem como função servir a todos.  A ANM também tem como objetivo servir como órgão de consulta do Governo brasileiro sobre questões de saúde e de educação médica.

Veja depoimento de médicos comemorando a data

Dr. Antonio Egidio Nardi, psiquiatra acadêmico ANM – "O dia do médico deve ser comemorado por todos. Ser médico exige alto conhecimento técnico, compreensão do momento frágil do paciente e de sua família, respeito às emoções e a realidade de cada paciente. Parabenizo os colegas por serem pessoas que buscam essas metas diariamente."

Dr. Miguel Carlos Riella, presidente da Fundação Pro Renal Brasil acadêmico ANM-  “Ver a gratidão de um paciente através de seus  olhos lacrimejando é uma sensação inebriante que nos dá forças a continuar lutando para aliviar o sofrimento de mais pacientes, apesar das adversidades que enfrentamos no momento com a nossa profissão”

Dr. Raul Cutait, cirurgião acadêmico ANM – “As vezes nós nos sacrificamos, sacrificamos nosso convívio com nossos familiares, em prol das nossas causas, que é, entre tantas, o bem estar das pessoas. Agora que já cheguei em uma fase mais avançada da minha vida, posso dizer que eu fiz a escolha certa. Minha alma está cheia de alegria. Tenho muito prazer no que faço, e espero que todos os médicos jovens, e aqueles que ainda estão estudando para se tornar um, possam dizer no futuro que também fizeram a escolha certa. A medicina é dom. Parabéns a todos os médicos.”

Dr. Leoncio Feitosa, presidente do SinMed/RJ - “Nesse dia 18 de outubro se comemora o Dia Nacional dos Médicos. Infelizmente, a classe não têm muito o que celebrar. A atual crise político/econômica em que o país como um todo está mergulhado tem afetado diretamente a área da saúde. Aproveito a data para pedir com que todos nós médicos não fiquemos calados com tudo que está acontecendo. Precisamos apresentar propostas factíveis para que os governos federal, estaduais e municipais possam colocar em prática para proporcionar à população uma saúde digna. O Brasil tem um Sistema Único de Saúde (SUS) que é invejado em vários países do mundo, peço para que toda a classe médica lute por ele, defenda-o. Em nome do Sindicato dos Médicos do Rio de Janeiro parabenizo todos os colegas dessa nossa honrosa profissão, e faço o apelo para que nunca percam o amor pela medicina.”

Dra. Mônica Almeida Neri, ginecologista e obstetra – “Ser médica pra mim é um privilégio que me foi concedido e que faz com que eu me sinta extremamente honrada por exercer essa profissão. Gostaria de parabenizar todos os colegas que, assim como eu, amam a medicina e exercem com paixão.”

Dr. Aureo Augusto Azevedo, médico naturalista – “A grande importância de ser médico, para mim, é poder contribuir como um entre outros que integram uma equipe pelo bem-estar e pela saúde de uma comunidade.”

Dra. Vanessa Van Der Mota, neuropediatra – “Eu enxergo a medicina como uma espécie de sacerdócio. Nós precisamos gostar, precisamos possuir o dom, e, precisamos amar a profissão que exercemos. Nós não trabalhamos sozinhos, é uma profissão onde é preciso muito trabalho em equipe para que seja possível fazer a diferença.”

Dra. Maria Inês Pordeus, nefrologista – “Eu exerço a profissão há longa data. Há décadas, para falar a verdade. E uma das coisas que eu consegui sendo médica foi ter a possibilidade de passar para as novas gerações, não só aquilo que eu aprendi estudando, mas também aquilo que eu aprendi fazendo. Sempre com amor ao paciente e à prática. Aproveito a data para saudar todos os colegas e futuros colegas dessa linda profissão.”

Dr. Nelson Nahon, presidente Cremerj - “Neste 18 de outubro, afirmamos que os médicos, ao contrário do que foi dito recentemente pelo ministro da Saúde, Ricardo Barros, trabalham, sim, e muito, apesar das adversidades, condições inadequadas de trabalho, falta de materiais e de recursos humanos, com muito zelo e dedicação. Por isso, há motivo para comemorar e parabenizar os médicos por seu empenho.”

Tags: comemoração, data, dia, medicina, médico

Compartilhe: