Jornal do Brasil

Terça-feira, 17 de Outubro de 2017

Ciência e Tecnologia

Estação Espacial Internacional terá o computador mais poderoso que já saiu da Terra

Sputnik

A agência espacial norte-americana (NASA) e a empresa Hewlett-Packard Enterprise (HPE) uniram as forças para enviar para o espaço um supercomputador com rendimento de 1 teraflop.

A supermáquina será o computador mais poderoso a deixar a nossa atmosfera e será enviado para a Estação Espacial Internacional (EEI) no próximo lançamento da  SpaceX, empresa aeroespacial americana fundada por Elon Musk.

Atualmente, os computadores utilizados na EEI são relativamente simples e não são de alto desempenho. Para executar operações que requerem mais recursos tecnológicos, os astronautas contam com ajuda de supercomputadores da Terra.

No entanto, em uma possível futura missão de exploração da Lua ou de Marte, os atrasos de comunicação com a Terra serão mais longos. Uma única mensagem pode levar até meia hora para chegar do planeta vermelho para o nosso, por exemplo.

Embora não pareça muito tempo, muitas decisões, em uma missão espacial, devem ser tomadas em questão de minutos ou mesmo de segundos. Por isso é tão importante contar com um supercomputador a bordo de uma nave espacial.

Ao longo de um ano, os astronautas usarão o computador para realizar diversas operações a bordo da EEI. Ao contrário da maioria dos computadores, a NASA decidiu não proteger o supercomputador da radiação, para entender melhor como o ambiente espacial afeta o desempenho de um computador.

"Se esta experiência for bem sucedida, um mundo de oportunidades será aberto para a computação de alto desempenho no espaço", disse Mark Fernandez, engenheiro e líder do projeto da HPE à Ars Technica.

> > Sputnik

Tags: bndes, economia, interncaional, le pen, merkel, putin, santander, trump

Compartilhe: