Jornal do Brasil

Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

Ciência e Tecnologia

Pesquisa da NASA com 10 exoplanetas do tamanho de Júpiter explica porque alguns tem menos água

Os resultados oferecem novos insights sobre a ampla gama de atmosferas planetárias

Jornal do Brasil

Uma pesquisa com 10 exoplanetas do tamanho de Júpiter, realizada com telescópios Hubble e Spitzer espaciais da NASA levou uma equipe para resolver um mistério de longa data: por que alguns desses mundos parecem ter menos água do que o esperado? Exoplaneta – ou planeta extra-solar – é um planeta que orbita uma estrela que não seja o Sol, pertencendo a um sistema planetário diferente do nosso. 

Os resultados oferecem novos insights sobre a ampla gama de atmosferas planetárias em nossa galáxia e como os planetas são montados. Dos 2.000 planetas confirmados para estar orbitando outras estrelas, um subconjunto são planetas gasosos com características semelhantes a Júpiter, mas orbitam muito perto das suas estrelas, fabricando bolhas quentes.Sua proximidade com a estrela torna difícil de observar o brilho da luz das estrelas. Devido a essa dificuldade, o Hubble tem explorado apenas alguns destes. Estes estudos iniciais descobriram vários planetas com menos água do que o previsto por modelos atmosféricos.

Exoplaneta – ou planeta extra-solar – é um planeta que orbita uma estrela que não seja o Sol, pertencendo a um sistema planetário diferente do nosso. 
Exoplaneta – ou planeta extra-solar – é um planeta que orbita uma estrela que não seja o Sol, pertencendo a um sistema planetário diferente do nosso. 

Um planeta nublado parecerá maior em luz visível do que em comprimentos de onda infravermelhos, que penetram mais profundamente na atmosfera. Foi essa comparação que permitiu a equipe de encontrar uma correlação entre atmosferas nebulosas ou nubladas e detecção de pouca água.

Tags: ASTRONOMIA, CIÊNCIA, Planeta, estrela, sol lua

Compartilhe: