Jornal do Brasil

Sábado, 25 de Outubro de 2014

Ciência e Tecnologia

El País: descoberto primeiro entalhe neanderthal, em Gibraltar

As marcações em uma caverna são estimadas em 40.000 anos

Jornal do Brasil

  Uma reportagem desta quinta-feira (4) do El País fala sobre uma descoberta científica importante: Em uma caverna no estreito de Gibraltar (região que divide a África e a Ásia) foi encontrado, gravado na rocha, um conjunto de guilhoché (técnica decorativa de entalhamento, onde padrões se repetem). “Alguém intencionalmente e cuidadosamente fez os desenhos, cerca de 40.000 anos atrás”, publicou o jornal. 

Esse alguém deve ser um Neandertal, espécie do gênero Homo (mesmo que o do homem, que é da espécie Sapiens), extinta há cerca de 30 mil anos atrás. Segundo cientistas, esse é o primeiro exemplo conhecido de um projeto abstrato que antecede aos registros por seres humanos modernos. “A descoberta derruba o que tem sido muitas vezes atribuído como certas limitações mentais dos Neandertais”.

O jornal resume: os cientistas afirmam que a criação de pinturas ou gravações propositais nas paredes das cavernas, uma maneira de gravar e transmitir códigos simbólicos de forma durável, é considerada um passo fundamental na evolução cognitiva humana.

 Ainda segundo o jornal, este comportamento, considerado único para os seres humanos modernos, tem sido usado como um argumento a favor das diferenças cognitivas significativas entre nossos ancestrais diretos e os hominídeos arcaicos que eram seus contemporâneos, incluindo os Neandertais. Determinar o significado das marcas, dizem os cientistas, seria precipitado. 

 São oito marcas profundas feitas na rocha e cruzadas por dois grupos de três outras linhas curtas. Os desenhos ocupam uma área de cerca de 300 centímetros quadrados e está no centro de uma plataforma natural, a cerca de 40 centímetros acima dos aumentos de terra, no fundo da caverna. 

Tags: CIÊNCIA, descoberta, el pais, entalhe, gibraltar, neandertal

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.