Jornal do Brasil

Quinta-feira, 23 de Outubro de 2014

Ciência e Tecnologia

Desafio incentiva inovação na primeira infância

Programa Saving Brains quer investir em projetos de desenvolvimento da criança 

PorvirMarina Lopes

A negligência infantil, violência, subnutrição ou aprendizagem inadequada são alguns dos fatores que atrapalham o desenvolvimento da criança durante a primeira infância, período compreendido entre os primeiros 1.000 dias de vida. Para incentivar ações que ajudam a solucionar esses problemas, pela segunda vez elegível no Brasil, o edital Saving Brains (Salvando Cérebros, em português) irá financiar projetos inovadores de desenvolvimento da criança. Promovido em parceria com Fundação Maria Cecilia Souto Vidigal, o programa oferecerá um valor correspondente a até R$ 520 mil para cada iniciativa selecionada.

Financiado pelo governo do Canadá por meio do Fundo de Inovação e Desenvolvimento, o programa busca estimular o potencial cerebral de crianças em países de baixa ou média renda. Para isso, o Saving Brains contempla ideias com um impacto real e que apresentem uma abordagem de inovação integrada, combinando inovação científica, social e empresarial.

Com inscrições abertas até o dia 8 de setembro, o edital é destinado tanto para projetos de organizações não governamentais, como para universidades, empresas, prefeituras e governos, desde que tenham parceria com uma instituição da sociedade civil organizada. Para concorrer, os interessados devem enviar os seus projetos diretamente pelo site do Grand Challenges Canada, em inglês.

A proposta deve conter informações como a ideia do projeto, meta, objetivos, atividades, abordagem, sistema para avaliação de impacto e orçamento requerido. Para ajudar os candidatos a desenvolverem os seus projetos, o Grand Challenges Canada disponibilizou na internet um material chamado Online Proposal Development Resource (Recurso Online de Elaboração de Propostas, em livre tradução), que apresenta dicas de como planejar escalabilidade, sustentabilidade e impacto global para uma inovação.

A análise dos projetos inscritos será realizada pelo Canadian Institutes of Health Research. Durante esse processo, serão considerados os critérios de elegibilidades, contidos no edital, e o aspecto inovador da proposta, além da relevância e sustentabilidade financeira da iniciativa. Os projetos selecionados terão início previsto para maio de 2015.

O primeiro edital Saving Brains elegível para projetos brasileiros foi anunciado em novembro do ano passado e recebeu cerca de 120 inscrições de diversos países. Entre as propostas pré-aprovadas, três são de origem nacional e se encontram na fase final de avaliação.

Tags: aprendizagem inadequada, educação infantil, negligência infantil, primeira infancia, subnutrição, violência

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.