Jornal do Brasil

Sexta-feira, 24 de Outubro de 2014

Ciência e Tecnologia

Profissionais de saúde do Rio comemoram Dia de Reanimação Cardiorrespiratória

Agência Brasil

Profissionais de saúde do Rio de Janeiro promovem atividades no Shopping Nova América, nesta sexta-feria (29 ), em comemoração ao Dia de Reanimação Cardiorrespiratória, amanhã (30). Estudantes da área de saúde, médicos e enfermeiros, com apoio da Sociedade Brasileira de Atendimento Integrado ao Traumatizado e de 17 ligas acadêmicas de Trauma e Emergência ensinam manobras de primeiros socorros em caso de parada cardiorrespiratória.

A síndrome cardiovascularé um evento súbito e imprevisível, com perda abrupta das funções cardíaca e pulmonar, que pode levar à morte se não for revertida. Aí que entra a importância da reanimação cardiorrespiratória - técnica universalmente empregada, que utiliza a combinação de compressões torácicas com ventilações de resgate para manter o paciente em condições de receber o suporte avançado e desfibrilação, visando à reversão do quadro.

De acordo com o médico e coordenador do evento,  Bruno Sant'Anna Sabino da Rocha, o objetivo da campanha desenvolvida hoje é instruir as pessoas em geral para ajudar nos primeiros socorros. "Nossa intenção é capacitar grande número do público leigo e fazer com que essas pessoas possam identificar e aplicar as manobras necessárias para iniciar a atuação, de forma precoce. O primeiro atendimento faz toda diferença, e é decisivo no momento da parada cardiorrespiratória. Com isso, a gente pode salvar mais vidas", disse.

Sant'Anna ressaltou que "as ações feitas nos primeiros minutos, após a parada cardíaca, são fundamentais para que a vítima sobreviva. Cada minuto que a gente perde, a reanimação vai ficando mais difícil, por isso é importante iniciar o mais rápido possível. Se perder dez minutos, não tem chance alguma de sobrevivência".

Além do treinamento prático, os profissionais de saúde distribuem panfletos com procedimentos para o atendimento e fazem demonstração de uso de um desfibrilador externo automático - aparelho que dá choque, fundamental para a reanimação instantânea.

Cerca de 90% das vítimas de parada cardíaca morrem antes de chegar ao hospital, mas uma reanimação cardiopulmonar aumentar muito as chances de sobrevivência. O desfibrilador, segundo Sant'Anna,  "identifica o tratamento que deve ser dado e orienta o que deve ser feito. Se tiver o aparelho, ajuda a alterar a mortalidade, porque ele trata e corrige o problema. Qualquer um pode utilizar esse aparelho".

 

Tags: enfermeiros, evento, médicos, Rio, SAÚDE

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.